A pré-candidata do PCdoB à Presidência da República, Manuela D’Ávila, afirmou nesta segunda-feira (11), que a tentativa de unir os candidatos da centro-esquerda ao Palácio do Planalto não funcionou. Na Bahia para uma palestra na Faculdade de Direito da Universidade Federal do da Bahia (Ufba), a deputada gaúcha falou sobre não ter motivos para retirar sua candidatura.

“Nós fizemos o gesto. Mas, se não surtiu efeito, não tem porque retirar a candidatura mais jovem da história, da única mulher pré-candidata dos partidos que denunciam o golpe. Nós não disputamos eleição para crescer o partido”, declarou D’Ávila.

De acordo com o jornal de Estado de S.Paulo, a declaração da pré-candidata fez referência ao aceno do PCdoB aos pré-candidatos de centro esquerda. Na ocasião, a deputada admitiu a possibilidade de retirar sua pré-candidatura no primeiro turno caso os outros presidenciáveis do campo sinalizasem uma unidade. (Bahia Noticias)