A professora Rosicleide Souza, de 40 anos, que foi atingida na cabeça com um tiro, cujo suspeito é seu ex companheiro, teve alta nesta quarta-feira (4). O crime aconteceu no dia 19 de maio de 2018 na residência da vítima, na localidade de Baixa Alegre, zona rural do município de Mutuípe/BA, no Vale do Jiquiriçá.

Ela foi internada no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus no dia 19 de maio e foi transferida para o Hospital da Bahia no dia 25 do mesmo mês, em estado grave, até ser liberada nesta quarta.

Segundo a irmã da vítima, Nilda, Rosicleide apresenta uma situação melhor do que quando estava internada, mas ainda não consegue andar ou se sentar sozinha e está com uma paralisia do lado direito do corpo, no entanto, já está falando e reconhecendo algumas pessoas.

De acordo com o relatório médico, a paciente teve lesão no crânio, necessitando de cuidados para auxílio com necessidades básicas, inclusive higiene pessoal, cadeira para banho e cama especial para auxílio de cuidados.

Rosicleide vai continuar com tratamento fisioterápico, fonoaudiológico, psicológico e neurológico. Ainda segundo Nilda, os filhos do casal estão sob os cuidados de familiares. A polícia ainda não sabe a localização do ex-marido e acusado do crime.

Texto editado por Tribuna do Recôncavo | Informações: Bahia Noticias