Em uma espécie de caravana colaborativa, o jovem músico Rafique Nasser, da cidade de Valença, acaba de lançar seu primeiro EP, que foi batizado de “Arado” e reúne composições autorais inéditas em parcerias com artistas de diversas cidades baianas. Ayam Ubráis Barco e Danilo Ornelas, de Ipiaú; Ismera Rock (Ilhéus); Rao (Itabuna); Petry Lordelo (Cruz das Almas) e Will Marques (Valença) foram os músicos que encararam o desafio do projeto, com a produção de Erahsto Felício, do estúdio Canoa Sonora.

Sem ensaios, as cinco canções que compõem o disco – “Na Valença”, “Arado”, “Dom Bosco”, “Nessa Terra” e “Manifesta” – foram se formando a partir da liberdade musical de cada um. “A gente foi juntando as peças e dando autonomia de arranjos para os músicos. Essas pessoas, numa rede de amizade, se juntaram e fomos gravando em home estúdio, de forma itinerante.

As gravações aconteceram em vários lugares: em Valença, em um primeiro momento; depois o som foi captado em Itabuna; o som das guitarras e bateria em Ilhéus e a percussão em Salvador”, relata, sobre o processo de nascimento do EP, que tem forte aproximação com a música nordestina da década de 1970.

(Bahia Noticias)