O Comando do 2º Distrito Naval, por meio da Capitania dos Portos, no cumprimento de ações de fiscalização do tráfego aquaviário na região do Recôncavo da Bahia, interditou no sábado, dia 17, uma balsa de travessia, que liga os municípios de Cabaceiras do Paraguaçu a Santo Estêvão.

A embarcação foi impedida de operar por questões de segurança da navegação e irregularidades de documentações junto a Marinha do Brasil. Nas travessias, a equipe de inspeção naval constatou que a embarcação não possuía os documentos de uso obrigatório e os certificados estatutários estavam vencidos.

A embarcação também estava em mau estado de conservação e deficiências de materiais de salvatagem, ocasionando o descumprimento das Normas da Autoridade Marítima e, consequentemente, trazendo riscos à Segurança da Navegação e aos usuários deste transporte fluvial.

Centenas de pessoas utilizavam os serviços da travessia que dá acesso mais rápido a BR-116. O proprietário da embarcação não se manifestou sobre a interdição aplicada pela instituição marítima. (Correio da Cidade)