Após uma tentativa do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) de conter uma mulher, que ameaçava se matar, a mesma pulou do primeiro andar da casa onde mora por volta das 17h desta sexta-feira (06). Ela teve algumas escoriações e foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), sendo levada em seguida para uma unidade de saúde, segundo a polícia. O local não foi informado.

Horas antes, a mulher atirou contra o marido, um policial, e manteve a filha de seis meses como refém. Depois de negociações, ela, que teria tido um surto, entregou a criança à vizinha, mas continuou no imóvel ameaçando se matar. Inclusive, exigiu o retorno do marido, que conseguiu sair da casa após quase ser baleado.

Familiares da mulher acompanharam a negociação, que terminou quando um agente da Bope entrou na casa e tentou pegá-la. Para evitar ser contida, a mulher pulou da varanda do primeiro andar da residência, que fica no Jardim Cruzeiro, em Salvador. (Editado por Tribuna do Recôncavo | Fonte: A Tarde)