Uma moradora da cidade de Salvador passou por uma situação constrangedora na manhã deste sábado, dia 17. A senhora Samara Souza contou que às 7h da manhã estava no ponto de ônibus em frente ao Hospital Tereza de Lisieux esperando o ônibus para o Pau da Lima, quando o mesmo passou e parou metros à frente do ponto (detalhe: tinha no local a placa para parar no ponto).

“Fui até o veículo, chegando próximo, o motorista ia levando o ônibus sem esperar-me. Quando adentrei disse AO MOTORISTA: O senhor para fora do ponto e ainda por cima não quer aguardar? Foi aí que um cobrador mal educado, começou a dizer: ‘Se quiser que pare no ponto pegue um táxi’. E não terminou por aí. Começou a agredir-me com palavras que não valem a pena serem mencionadas aqui, chamando inclusive os passageiros de demônio, que logo cedo vem perturbar a ele”, disse.

Ainda de acordo com a passageira, o motorista permaneceu calado. “Durante toda a viagem até o meu destino final ele olhava para mim como forma de intimidação do cobrador. Quando cheguei no ponto final, tirei a foto do veículo, e quando o Ônibus estava saindo o motorista parou ao meu lado e o cobrador começou a gritar: ‘ligue para o Balanço Geral!’ E seguiu rindo!”.

Indignada, Samara continuou: “O que eu queria ter dito para esse cobrador é que num país com quase 13 mil pessoas desempregadas está [trabalhando] hoje é uma dádiva! As instituições precisam treinar melhor os seus colaboradores para o serviço ao público, nós usuários do sistema de transporte público não estamos pedindo favor para eles, ao contrário, pagamos e pagamos caro por isso! Estarei realizando a denúncia à Empresa ‘Integra’, bem como aos responsáveis, pois não podemos ficar a Mercê desses irresponsáveis”, concluiu a passageira.

A agressão verbal aconteceu no Ônibus 20006 da Linha Pau da Lima 1320. Nossa equipe fica a disposição da empresa para o direito de resposta. (Tribuna do Recôncavo)