A senadora Lídice da Mata (PSB) apoiou o pedido do senador Cristovam Buarque (PPS), nesta quarta-feira (11), para que os parlamentares desenvolvam um debate mais profundo sobre a situação dos jovens do país, especialmente os negros. A baiana lembrou que esses jovens são assassinados diariamente nas grandes cidades, nas periferias, e estão, em geral, fora da escola.

Lídice mencionou um episódio recente em que um policial suspeitou de dois jovens, um que entrou num supermercado e outro que estava na porta do estabelecimento, e acabou atirando e matando um deles. Depois, percebendo que se tratava do filho de outro policial, seu amigo, ele próprio se matou.

“Isso é uma tragédia cotidiana, porque nós estamos vivendo sob o manto permanente de que todo jovem negro é suspeito, todo jovem negro visto numa situação em que não está muito clara a sua identidade é, em princípio, suspeito. E eles continuam sendo tratados como se não houvesse racismo neste país e também como se a responsabilidade não fosse dos governantes e dos parlamentos, de todos nós, que estamos aqui para dar uma solução à vida dessas pessoas”, declarou. (Bahia Noticias)