O ex-vereador de Cruz das Almas André Eloy (PRB) foi condenado em segunda instância pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) a pagar multa de R$ 60 mil para reparar ‘danos morais por atos de injúria e difamação’ contra o juiz do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) Josevando Andrade.

A ação indenizatória foi impetrada porque André Eloy teria ‘injuriado e difamado’ o magistrado numa entrevista a uma rádio da cidade do Recôncavo baiano, após o juiz divulgar que o então candidato a prefeito Dr. Jean, nas eleições de 2012, estava com registro indeferido por estar enquadrado na Lei Ficha Limpa, em decorrência da rejeição das contas de administração anterior pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Além dos R$ 60 mil ‘a título de danos morais’, Eloy também terá que pagar custas processuais e honorários advocatícios do juiz, no valor de R$ 9 mil. No entanto, André Eloy afirma que é inocente e irá conseguir provar perante a justiça.

“O processo ao qual se refere a reportagem foi decidido em segundo grau, ainda tenho a certeza de que a justiça será feita, e provaremos a minha inocência perante a justiça. Não menti, não desrespeitei, todavia, estou disposto a assumir as consequências que a justiça estabelecer, seja em qual sentido for. Refirmo meu compromisso com a verdade e com o povo, pelo qual luto todos os dias da minha vida, na esperança de melhores oportunidades para nós e nossas famílias.” concluiu.

Fonte: Blog do Valente