Na comparação de janeiro de 2015 com o mesmo mês do ano anterior, a produção física da indústria de transformação baiana apresentou queda de 12,4%, segunda maior entre os quatorze estados, em seguida ao Amazonas (-13,0%).
O resultado deste ano significa declínio em relação à registrada em dezembro de 2014 (-3,1%).Assim, a Bahia inicia o ano no 8º lugar do ranking dos quatorze estados que participam da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional (PIMPF-R), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apenas dois apresentaram desempenho positivo: Mato Grosso (3,3%) e Goiás (1,8%). (Agência Brasil)