A cidade de São Felipe, no Recôncavo Baiano, recebeu neste sábado (16/01) a visita do Grupo de Capoeira “Angoleiros do Mar”, direto de Barra Grande, Ilha de Vera Cruz. Com o tema: Mulher na roda não é pra enfeitar, mulher na roda é pra jogar, o grupo realizou neste fim de semana o IV Festival Mulheres do Mar.

O evento foi iniciado em Barra Grande na sexta-feira (15), com Aula de movimento, Maculele, palestra sobre violência contra mulheres e show de malabarismo; neste sábado (16) o grupo foi até a cidade de São Felipe conhecer um pouco sobre a cultura local. Eles visitaram um Alambique, onde se faz cachaça e depois visitou uma casa de farinha.

Ainda em São Felipe o Grupo de Capoeiras “Angoleiros do Mar” de Barra Grande se apresentou em Praça Pública com a participação de capoeiristas da cidade. Em entrevista concedida ao Portal Tribuna do Recôncavo, a coordenadora do movimento Celidalva Pinho, informou que participa do grupo há 17 anos e há 4 anos resolveu criar um festival cultural voltado para a mulher.

Questionada pelo repórter Hélio Alves sobre a importância da capoeira, Brisa, como é conhecida, afirmou que a capoeira ajuda resgatar a origem negra, como também a  tirar as crianças e os adolescentes do mundo das drogas. A entrevistada deixou um recado para os pais: “Incentive seu filho, quando ele quiser praticar capoeira, deixe, porque capoeira é educação, é disciplina”, disse. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo | Fotos: Jéssica Santos | Filmagem: Cosme Santos). Assista o vídeo clicando no play abaixo![youtube]https://www.youtube.com/watch?v=D69L6SThuzA[/youtube]

???????????????????????????????

Aproveite e curta nossa fanpage. Clique aqui !