Os salários dos funcionários do HCCR – Hospital e Maternidade Clélia Chaves Rebouças em Mutuípe, referentes aos meses de novembro e dezembro de 2017, seguem atrasados desde o dia 1°. O 13° salário já foi quitado. Já os funcionários que recebem o parcelamento dos salários referente ao ano de 2016, ainda restam quatro parcelas.

O HCCR é filantrópico e sobrevive com repasses feiros pela SESAB, Secretária de Saúde do Estado da Bahia. Em 2015 o montante repassado era de aproximadamente R$ 300 mil mensais, atualmente não se sabe quanto é o valor, nem o que motiva os atrasos.

Editado por Tribuna do Recôncavo | Fonte: Midia Bahia