Um grupo jovens banhistas se afogou na Praia de Guaibim em Valença na tarde desta segunda-feira, dia 25. Jackson de Jesus, Talisson Oliveira, Marcos Paulo e Wemerson Ramos se afogaram, sendo os primeiros salvos por um salva-vidas identificado pelo apelido de ‘Fish’, que relatou ser um dos resgates mais difíceis de sua carreira. Wemerson não teve a mesma sorte e foi arrastado pela correnteza, estando desaparecido até o fechamento desta matéria.

Os presentes na praia, relataram a ausência de equipamentos básicos para o resgate. “A administração precisa pensar que os salva-vidas também são seres humanos, seria tão barato se alugar um jet ski e deixar a disposição dos profissionais. Com certeza seria tudo muito mais rápido. Pude ver de perto a agilidade dos salva-vidas, mas sem equipamentos fica difícil”, explanou Mariana Ferreira, turista, moradora de Alagoinhas.

Os primeiros socorros foram ofertados pelos populares e profissionais que realizaram o resgate no mar. Já no Posto Médico de Guaibim, o enfermeiro Gêiser Antônio informou que Jackson e Talisson foram estabilizados e enviados para a Santa Casa de Misericórdia de Valença na ambulância do SAMU. Marcos Paulo por haver se reabilitado mais rapidamente, não teve necessidade de ser encaminhado para a sede.

A secretaria de Saúde, através de Josenilson Júnior informou que a equipe que prestará atendimento durante todo o verão no Posto da localidade são altamente gabaritados e são referências nos primeiros-socorros. “Inclusive eles estabilizaram os afogados após o resgate do mar”, declarou o diretor.

 

Fonte: Livre Notícias

Editado por Tribuna do Recôncavo