Noventa líderes de classe de 33 escolas, em 16 municípios, estão reunidos na Fazenda Colibri, em Amargosa, na região centro sul, para o III Encontro Territorial de Líderes de Classe. Promovido pela Secretaria da Educação do Estado, a atividade tem como objetivo ampliar as discussões sobre formas de liderança, além de permitir trocas de experiências entre os estudantes e construção de projetos e ações para uma cultura de participação e atuação nas unidades escolares.

Com o tema ‘Juventudes que transformam: resistência e ancestralidade’, a ação propõe discutir, por meio de palestras, oficinas e dinâmicas de grupo, a importância de ser líder de classe e qual é a escola que querem para o futuro. “Podemos chamar esse encontro de um intercâmbio cultural. A programação está bem diversificada, com temas atuais e necessários para o desenvolvimento deles como líderes comprometidos e atuantes, contribuindo para uma gestão democrática em suas escolas”, relata o coordenador da Educação Básica do Núcleo Territorial de Educação de Amargosa (NTE 09), Ivan Couto.

A líder de classe Camila Pereira, 16 anos, aluna do 1º ano do Colégio Estadual João Pessoa, em Itaquara, no sudoeste da Bahia, conta que o encontro está proporcionando conhecimentos e uma troca de experiências muito boa para todos. “Estou gostando muito dessa troca de ideias, experiências e das palestras, principalmente a roda de conversa sobre racismo e sexualidade. São temas pouco esclarecidos e ainda tidos como tabu. Estou aproveitando para tirar dúvidas para passar para meus colegas, porque esse também é o papel do líder”, declara a estudante.

Já Alan Delon Cardoso, 18, 3º ano, do Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães, na cidade de Santa Inês, na região centro sul, revela que gosta de ser líder de classe e está aproveitando o máximo do encontro para levar novos conhecimentos para a sua escola. “O encontro está bastante produtivo. Gosto do debate, de expor meu pensamento, da troca de experiência, saber a posição de outros líderes de classe e o que eles estão buscando para o desenvolvimento das suas escolas, para levar o melhor para a minha unidade”, pontua.

 

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado