O empresário Eike Batista não tem como pagar a fiança de R$ 52 milhões para continuar em prisão domiciliar, e corre o risco de voltar para a cadeia. O pagamento deve ocorrer até esta quarta-feira (17).

O advogado do empresário, Fernando Martins, reclamou da Justiça Federal por determinar o aumento do bloqueio de bens, de R$ 162 milhões para aproximadamente R$ 900 milhões.

“Todos os bens dele [Eike] estão bloqueados. Vamos encaminhar pedido de reconsideração para que possamos reverter […] Parece que existe uma intenção de que ele fique preso. É uma expropriação isso que está sendo feito”, criticou. (Bahia.ba)