Aconteceu na Paróquia São Roque em Mutuípe neste sábado (09/12), a Ordenação Presbiteral do Saletino, Diácono Fábio Andrade. A celebração, realizada na Igreja Matriz, foi presidida pelo bispo diocesano Dom Valdemir Ferreira e contou com a participação de paroquianos, visitantes, membros da Congregação Saletina, padres diocesanos de Amargosa e familiares do Diácono Fábio.

A celebração teve início com a entronização da imagem de Nossa Senhora da Salete e com a leitura de um texto-síntese da história de vida do Diácono, seguida da acolhida à comunidade. A Ordenação Presbiteral teve início com a apresentação do Diácono feita por um representante da Comunidade Saletina à Dom Valdemir, que o acolheu fraternalmente.

Após o Rito de Ordenação Fábio foi acolhido pela comunidade com uma calorosa salva de palmas e com a acolhida fraterna dos sacerdotes presentes, culminando este momento com as palavras de apoio humano e espiritual proferidas pelo bispo Dom Valdemir ao Pe. Fábio.

A celebração foi encerrada com depoimentos de pessoas que partilharam da vivência de Fábio, dentre elas a Catequista Marizete, o seminarista Francisco da Casa de Formação Saletina e o Pároco José Roberto que fez uma saudação ao Pe. Fábio em nome dos paroquianos, louvando a Deus pelo dom da sua vida e da sua vocação.

Foto: Maria do Carmo

Nos momentos finais, Pe. Edgar (Saletino) agradeceu a acolhida da Diocese de Amargosa aos Saletinos, e o Pe. Fábio fez as considerações finais e agradecimentos a partir da Palavra de Deus: “Que poderei retribuir ao Senhor Deus, por tudo aquilo que ele fez em meu favor?”. Padre Fábio também expressou sua gratidão à família, às comunidades por onde passou durante a formação, aos diretores espirituais, à Comunidade Bom Jesus do Cariri (de onde é oriundo), e à Paróquia São Roque de Mutuípe pelo empenho na realização da festa: “Ser Presbítero é uma dádiva divina”, concluiu.

Redação: Maria do Carmo

Fonte: Tribuna do Recôncavo