Uma quantidade de azeite de dendê lançada no Rio Jaguaripe na cidade de Nazaré das Farinhas desde a manhã desta quarta-feira (03/05), deixou o rio com coloração amarelada. O secretário de Planejamento e Meio Ambiente local, Cidney de Almeida Sacramento, informou que vai acionar o Ministério Público para averiguar a responsabilidade do fato.

“A empresa que nos foi passado que teria cometido isso foi a Odesa, mas o Ministério Público vai estabelecer as medidas que serão tomadas”, disse Sacramento. Segundo ele, não há como afirmar o volume de óleo de dendê que foi despejado no rio. Uma equipe da prefeitura também foi deslocada ao local de onde teria partido o derramamento, para checar se o problema foi gerado pela Odesa, ou por uma fábrica clandestina.

A Odesa, através de um gerente comercial da empresa, Antônio Campos, informou que até o momento não foi detectado nenhum vazamento de óleo que provocasse o derramamento do azeite no Rio Jaguaripe. Segundo ele, não há vestígios na área, como manchas em embarcações, que possam atribuir o problema à companhia. A empresa ainda disse que faz o trabalho de manutenção para averiguar o caso. (Editado por Tribuna do Recôncavo | Informações: Bahia Notícias)