Limitação para alguns, para outros apenas um desafio. É comum vermos portadores de algum tipo de deficiência isolados entre quatro paredes, pois seus familiares e a sociedade não acreditam no potencial dessas pessoas. Além do direito a educação, ao trabalho entre outros, eles tem direito ao lazer.

Neste último domingo (21) deficientes marcaram presença no São João de Santo Antônio de Jesus, foram eles: Gilberto Júnior, residente em Santo Antônio de Jesus; Caio Medeiros, Elaine Carvalho e Amanda Santana de Salvador.

???????????????????????????????

Foto: Viviane Silva – Tribuna do Recôncavo

Segundo o enfermeiro Gilberto Júnior, a festa foi boa, mas faltou uma estrutura de acessibilidade. “Tivemos que passar pelo meio do povão para chegar aqui de frente ao paco”, disse.  Júnior ainda falou sobre a grade de proteção colocada em frente ao palco. “Essa grande aqui era para ter uma abertura, tipo uma porta pra gente passar. Para eu consegui entrar, eu necessitei de 4 homens para me suspenderem”.

Em 17 de novembro de 2011, Gilberto dos Santos Júnior, 31 anos, trafegava na BR 101 com sua moto CG FAN quando foi assalto no trecho conhecido como Praia do Dendê, além de roubar a moto e alguns pertences, os assaltantes deflagraram um tiro nas costas da vítima, que caiu num córrego em cima de um formigueiro. Gilberto ficou no formigueiro até que foi encontrado por uma pessoa que passava pelo local. O mesmo ficou paraplégico para o resto de sua vida. Mesmo com a limitação física, Júnior concluiu seu curso de enfermagem e atualmente  trabalha no Hospital Regional em Santo Antônio de Jesus.  (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo)

FOTO PABLO RODRIGUES  (45)

Foto: Pablo Rodrigues – Tribuna do Recôncavo