A Promotoria de Justiça de Cruz das Almas, no Recôncavo, recomendou ao prefeito da cidade, Orlando Peixoto Filho, que regularize a merenda escolar em escolas do município. A recomendação, publicada nesta quarta-feira (04), no Diário da Justiça Eletrônico, estabelece o prazo de 30 dias para que a oferta da merenda seja normalizada.

Segundo o documento, assinado pelo promotor Adriano Marques, uma reunião realizada no dia 29 de maio constatou a necessidade de regularizar a merenda. Isso porque não tinha sido concluída a compra dos gêneros alimentícios necessários e suficientes para o abastecimento das escolas municipais.

O promotor informou que fará visitas às unidades escolares para verificar se a merenda foi regularizada. A notificação também será enviada ao secretário de educação da cidade. (Bahia Noticias)