Com a Câmara Municipal lotada, os vereadores da cidade de Varzedo aprovaram por unanimidade, na tarde desta segunda-feira (12/03), o projeto que autoriza o prefeito Ari Bahia a assinar contratos e convênios com instituições públicas estaduais, federais e privadas com interesse público.

Em entrevista ao Tribuna do Recôncavo, o presidente da Câmara, Valdemir de Almeida Barreto (PSD), popular “Pinto de Playboy”, contou que o prefeito Bahia pediu 1 ano para celebrar convênios, mas os 5 vereadores de oposição: Luizinho, Nengo, Fabinho, Neto e Pinto fizeram uma emenda, dando ao município 6 meses para celebrar convênios, igual ao ano passado.

Ainda foi aprovado o projeto que autoriza a Prefeitura de Varzedo a pagar contas de energia de associações, e foi aprovado também o projeto “Voluntários Amigos de Varzedo”, ambos encaminhados pelo executivo municipal.

Durante a sessão o vereador da situação, Zelino, fez uso do expediente durante 15 minutos, e em seguida foi a vez do vereador de oposição Nengo, que ao iniciar o seu discurso foi interrompido com muitas vaias. Ultimamente Nengo tem sido muito criticado em Varzedo por ter rompido com o grupo do prefeito.

Ainda em entrevista ao site Tribuna do Recôncavo, “Pinto de Playboy” afirmou que a Câmara Municipal sempre estará de portas abertas para os varzedenses que quiserem assistir as sessões, ou até mesmo fazer perguntas aos vereadores, mas se acontecer novamente o que aconteceu nesta segunda ele acionará a polícia.

Fonte: Tribuna do Recôncavo

MATÉRIA RELACIONADA: Vereadores de Varzedo não aprovam projeto e município pode deixar de receber mais de 7 milhões