Apesar da atual crise econômica, Amargosa vem apresentando saldo positivo na geração de empregos durante o ano de 2017. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados em julho, o município já gerou 100 novos postos de trabalho este ano, ocupando a 13ª posição entre os 97 municípios baianos com mais de 30 mil habitantes e o 30ª lugar em todo o Estado. Amargosa havia finalizado o ano de 2016 ocupando a 79ª posição entre os 97 municípios, contabilizando 555 novos desempregados no período.

Neste ano, o destaque para a geração de empregos em Amargosa ficou para a indústria de transformação, que gerou 72 novos postos, seguida da área de serviços, com 26, e do comércio e agropecuária, que registraram quatro e dois novos empregos respectivamente. O Estado da Bahia também apresentou saldo positivo, ocupando a 13ª posição no Brasil com a criação de 847 novos empregos em 2017.

O prefeito Júlio Pinheiro comemorou o resultado e afirmou que os investimentos para a geração de emprego e renda continuam. “Amargosa está na contramão da crise e essa é uma excelente noticia para o nosso povo, que está precisando muito de novas oportunidades”, disse. “A minha expectativa é bater recorde positivo na geração de emprego até o final do ano a partir dos novos investimentos que estamos realizando e da chegada da Fábrica da Ferracini”, completou. (ASCOM-PMA)