São Felipe: É neste domingo (06) a ordenação presbiteral do Diácono Damião; Tribuna acompanha caravana

O Diácono Damião Conceição de Souza Borges, natural da cidade de São Felipe, no Recôncavo Baiano, será ordenado padre na manhã deste domingo (06/08) na Catedral de Ilhéus. Uma caravana com amigos e familiares saiu da cidade de São Felipe na manhã deste sábado (05), para participar da Celebração Eucarística que será presidida pelo bispo da Diocese de Ilhéus, Dom Mauro Motagnoli.

Para Lúcia Borges, irmã de Damião, é uma alegria imensa, depois de uma longa caminhada cheia de muitas dificuldades, vê seu irmão se ordenando padre. Já Rita Ferreira, amiga e conterrânea de Damião, contou que é evangélica, mas fez questão de viajar até Ilhéus para está presente na ordenação, pois conhece Damião desde pequeno e o considera como um filho.

O pároco da Paróquia São Filipe e São Tiago em São Felipe (BA), Padre Valter Moura, contou que a ordenação acontece em Ilhéus, mas a alegria é de toda a igreja. “Estou com uma alegria muito grande em participar deste momento pelo fato dele ser filho de São Felipe, onde sou pároco. Conheço Damião e vejo que ele será um grande sacerdote a partir do testemunho que ele tem dado em nossa paróquia durante as celebrações”, disse Moura.

O Diácono Damião, em entrevista ao site Tribuna do Recôncavo, contou que Deus escolhe o vocacionado para marcá-lo com o seu selo. “Não diferente das outras experiências de trabalho, nós enfrentamos muitas dificuldades, mas nesta perspectiva, que Deus vai nos auxiliando, vai nos dando coragem e nos sustentando na caminhada”, destacou. Aguarde fotos e entrevistas da ordenação. (Tribuna do Recôncavo)

Paróquia São Filipe e São Tiago realiza Arraiá das Comunidades

A Paróquia São Filipe e São Tiago na cidade de São Felipe (Diocese de Amargosa), realizou neste domingo (16/07) o 2º Arraiá das Comunidades, um momento de confraternização, partilha e encontro. Houve som ao vivo com atrações locais e barraca com comidas típicas levadas pelas comunidades.

Em entrevista ao site Tribuna do Recôncavo, Fátima Correia, membro do COMPAC, contou que o evento foi preparado com muito amor, organização e muitas reuniões. “Nosso objetivo foi celebrar a vida e o amor porque Deus é alegria”, disse.

Já o senhor Antônio Pimental da comunidade rural do Sapezinho, destacou o dinamismo do evento que foi incentivado e orientado pelo pároco, Padre Valter. “Esse momento entre todos nós juntos une mais as famílias, e faz com que o Reino de Deus aconteça através da partilha e diversão”. (Tribuna do Recôncavo)

(mais…)

Câmara de São Felipe derruba veto do prefeito sobre precatórios

Depois de derrubar o veto sobre o reajuste dos professores, a Câmara Municipal de São Felipe também derrubou o veto do prefeito Rozalio Souza da Hora sobre o projeto que trata dos precatórios. A proposta, encaminhada na gestão passada, do ex-prefeito Chiquinho Ferreira, previa o pagamento aos professores municipais de cerca de R$ 7 milhões oriundos de precatórios referentes ao Fundo de Desenvolvimento da Educação Fundamental (Fundef).

O município recebeu pouco mais de R$ 10 milhões, sendo que 40% foi investido em educação e pelo menos 60% deveria ser repassado aos profissionais da educação como forma de bônus. O prefeito Rozalio, no entanto, vetou a proposta. Ele, contudo, não explicou qual destinação desejava dar aos recursos oriundos do precatório.

Nesta terça-feira (11), a Câmara derrubou o veto. O vereador João Vitor orientou que os professores devem ajuizar mandado de segurança contra a prefeitura, bloqueando o dinheiro do precatório para cumprir a decisão da Câmara sobre o veto. Segundo João Vitor, o projeto encaminhado na gestão passada está em harmonia com a legislação federal, que não veda o pagamento de bônus aos professores com recursos do precatório do Fundef.  (mais…)

Câmara de São Felipe derruba veto do prefeito sobre reajuste dos profissionais da Educação

A Câmara Municipal de São Felipe derrubou nesta terça-feira (11), o veto do prefeito Rozalio Souza da Hora sobre o reajuste dos profissionais da Educação. Os vereadores haviam aprovado o aumento para todos os profissionais, mas o prefeito tinha parcialmente o projeto. Com o veto, apenas professores teriam direito ao aumento de salário, enquanto coordenadores pedagógicos, orientadores, vice-diretores, diretores e supervisores de ensino ficariam sem o reajuste.

No entanto, os vereadores entenderam nesta terça que o veto tornava o projeto incompleto e assim, derrubaram a medida. Foram seis votos pela derrubada e três pela manutenção do veto. Votaram a favor do aumento salarial os vereadores João Vitor, Laurinho Moura, Toinho da Riacho Doce, Nadinho, Jair Araújo e Nino. Já os vereadores Dio, Nado e Neto votaram contra a derrubada do veto.

O vereador João Vitor foi o autor da emenda para que o reajuste beneficiasse a todos os profissionais. Em seu discurso na Câmara, João Vitor lamentou o posicionamento dos três vereadores a favor do veto e destacou que o voto deles é, na verdade, contra os profissionais. “Vocês estão votando contra o eleitorado de vocês, que são cargos comissionados nas escolas. Além disso, estão votando contra a Educação e contra o povo de São Felipe”, disparou o vereador.  (mais…)

MP pede suspensão de decreto municipal que anulou concurso público em Salinas da Margarida

O Ministério Público estadual requereu à Justiça, em ação civil pública, com pedido liminar, ajuizada hoje, dia 11, a suspensão de decreto municipal expedido pelo prefeito de Salinas da Margarida, Wilson Ribeiro Pedreira, que tornou nulo concurso público realizado em março de 2016 para preenchimento de 238 vagas na Prefeitura. A promotora de Justiça Thelma Leal de Oliveira, autora da ação, pede também que o Município seja obrigado a rescindir, imediatamente, as contratações temporárias, inclusive para cargos comissionados, realizadas por meio de portaria publicada em fevereiro último, até o limite das vagas ofertadas no certame público.

Segundo a ação, um dos principais motivos que justificou a expedição do decreto nº 001/2016 pelo Município foi o fato de os aprovados no concurso público não terem sido nomeados para os respectivos cargos. “Ocorre que basta a aprovação dentro do quadro de vagas para gerar efeitos”, aponta Thelma Leal. Ela destaca que o resultado final do certame foi homologado, impondo à “Administração Pública o dever de nomear os aprovados dentro do quadro de vagas”. A promotora explica que “a recusa pela nomeação deve ser motivada, somente cabível em situações excepcionalíssimas, por atingir fortemente o interesse de terceiros”.

Outro argumento usado para a anulação do concurso foi a ausência de estudo de impacto orçamentário do processo seletivo. Conforme a ação, embora a inexistência do estudo seja real, a relação quantitativa entre o número de servidores contratados temporariamente e aquele de candidatos aprovados mostra, na prática, que a contratação dos concursados não implicaria em sobrecarga financeira. “Se o Município podia arcar com as despesas de 604 contratados, é evidente que poderia custear 238 efetivos”, afirma Leal. (Secom/MP)

São Felipe: Material usado em operação tapa buraco se transforma em lamaçal

Buracos, poeira e lamaçal. É assim que se encontra a Avenida ACM, entrada da cidade de São Felipe, no Recôncavo Baiano.

Nesta terça-feira (11/07), em entrevista ao site Tribuna do Recôncavo, a moradora Raimunda Barbosa contou que recentemente colocaram cascalho misturado com terra no local, que se transformou em lama. “Deveria fazer um recapeamento asfáltico e não ficar colocando cascalho”, disse.

Já o motorista de Ônibus, Bergue Souza, que faz linha Cruz das Almas/São Felipe, lamentou a falta de manutenção nas ruas de São Felipe.

“A gente tem que tá trocando o embuchamento da suspensão o tempo todo. As autoridades que verem essa matéria que coloquem alguém pra fazer algo. Prefeito, vereadores, façam alguma coisa por nossa São Felipe porque a entrada da cidade tá uma vergonha”, cobrou Bergue. (Tribuna do Recôncavo)

Prefeito de São Felipe veta reajuste salarial de profissionais da educação

O prefeito de São Felipe, Rozalio Souza da Hora, vetou nesta quarta-feira (5) o reajuste salarial para os profissionais da educação da rede municipal. Com isso, apenas professores terão aumento de salário, enquanto coordenadores pedagógicos, orientadores, vice-diretores, diretores e supervisores de ensino ficarão sem o reajuste.

O vereador João Vitor apresentou uma emenda para que o aumento salarial fosse para todos os profissionais, mas o prefeito Rozalio vetou. “Vamos reavaliar e tenho certeza que meus colegas vão derrubar esse veto. Os profissionais da educação de São Felipe merecem respeito e valorização”, disse o vereador.

A prefeitura argumentou que a emenda é inconstitucional, enquanto o vereador alegou que a proposta da prefeitura tem vícios de inconstitucionalidade com a Lei Federal nº 11.738, de 16 de Julho 2008, a qual diz que “profissionais do magistério público” são todos que trabalham na educação.

O vereador João Vitor lembrou ainda que, na gestão do ex-prefeito Chiquinho, todos profissionais receberam aumento. “Por que agora o prefeito insiste em não beneficiar a todos? É mais uma prova de que essa gestão não se preocupa com o desenvolvimento da nossa educação”, concluiu Vitor. (Editado por Tribuna do Recôncavo | Redação: Luan Santos)

São Felipe: Dom Valdemir preside missa em ação de graças pelos 14 anos de ordenação do Pe Valter

A Paróquia São Felipe e São Tiago realizou na noite desta quinta-feira (29/06), na comunidade de São Roque da Jurema, a missa em ação de graças pelos 14 anos de ordenação sacerdotal do Padre Valter Moura. A missa foi presidida pelo bispo da Diocese de Amargosa, Dom Valdemir Ferreira.

Para Crispiniana Almeida, membro do COMPAC, foi muito importante celebrar em sua comunidade o aniversário de ordenação do padre Valter, e ainda contar com a presença de Dom Valdemir. “Isso pra mim não tem preço”, disse. Para o Frei Marcondes de Salvador, celebrar mais um ano de ordenação sacerdotal é render graças a Deus por uma vocação tão especial que Deus deu ao seu filho, Pe Valter.

Padre Gilton Abrel, pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição em Conceição do Almeida parabenizou e elogiou o aniversariante. “Tenho certeza que Pe. Valter é um grande pastor, pois coloca a sua vida inteiramente a serviço do reino de Deus”.

Padre Valter Moura, que já passou pelas paróquias de Jaguaripe, Aratuípe e Santo Antonio do Arguim em Rafael Jambeiro, está em São Felipe há 5 anos. “Se sou padre é porque Deus me concedeu essa graça, se vivo o meu ministério tão feliz é por causa da graça de Deus. O que fizemos hoje foi render graças a esse pai bondoso que me confiou essa missão de servir ao seu reino, assumindo essa paroquia de São Felipe e servindo à Diocese de Amargosa”, concluiu. (Informações: Jéssica Santos | Redação: Tribuna do Recôncavo)

Vereador critica ausência de atrações locais no São João de São Felipe

A prefeitura de São Felipe divulgou a grade de atrações para o Arraiá da Copioba sem nenhuma atração local. O vereador João Vitor criticou a medida, considerada por ele como uma desrespeito com a cultura e com os artistas de São Felipe.

Ele apresentou, na Câmara Municipal, uma indicação para que artistas locais se apresentassem durante a festa. O projeto foi aprovado pelos vereadores, mas a recomendação não foi seguida pela prefeitura.

“É preciso respeitar e, acima de tudo, valorizar nossos artistas, como forma de incentivar a produção cultural de nosso município. Os artistas locais precisam de apoio para continuarem produzindo e divulgando nossa cultura”, afirmou João Vitor.  (mais…)

Vereadores de São Felipe e Conceição do Almeida lançam campanha contra fechamento de cartórios eleitorais

Um grupo de vereadores de São Felipe e Conceição do Almeida lançou na noite de segunda-feira (05/06), uma campanha contra o fechamento dos cartórios eleitorais. Por determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cerca de 30 zonas eleitorais na Bahia devem ser fechadas nos próximos quatro meses para cortar custos.

A orientação do TSE é que cada zona tenha, no mínimo, cem mil e, no máximo, 200 mil eleitores. Assim, a zona eleitoral de São Felipe, que atende também Conceição do Almeida, deve ser extinta e os cerca de 33 mil eleitores de ambas as cidades devem ser atendidos por cartório eleitoral de outro município.

A campanha é encabeçada pelos vereadores João Vitor, de São Felipe, e Bêa Brasil, Almir Oliveira e Nino de Osaná, de Conceição do Almeida. Os vereadores pretendem promover debates e mobilizações contra a extinção das zonas eleitorais. “É um momento que exige união e trabalho conjunto. O fechamento de nossa zona eleitoral será muito prejudicial para a população de ambos os municípios que terá, por exemplo, que ir a outro município para realizar o cadastramento da biometria”, pondera João Vitor.  (mais…)

Cartório eleitoral será extinto em São Felipe; Conceição do Almeida também será prejudicado

Seguindo nova determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pelo menos 900 zonas eleitorais em todo o Brasil devem ser extintas, entre elas a unidade de São Felipe. A possibilidade, que está próxima de ser concretizada, tem preocupado a população, que vai enfrentar uma série de transtornos para resolver questões relacionadas à Justiça Eleitoral.

O vereador João Vitor criticou a medida e defendeu que os critérios de exclusão de zonas eleitorais sejam reavaliados. Em resumo, a portaria nº 372/2017, assinada pelo presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, determina que as zonas eleitorais sejam formadas considerando o número de eleitores. Na prática, a determinação extingue as comarcas de municípios pequenos.

Além de São Felipe, que tem cerca de 17 mil eleitores, o município de Conceição do Almeida também será prejudicado, pois seu cartório eleitoral também é em São Felipe. Juntas, as duas cidades têm em torno de 33 mil eleitores. “A zona até continua, mas o cartório será extinto. Não haverá Ministério Público Eleitoral na cidade, nem poderá ser feito aqui prestação de contas ou denúncias de irregularidades. Isso é, sem dúvidas, um grande retrocesso”, crítica João Vitor. (mais…)

Professor da cidade de São Felipe se destaca ensinando valsa; veja o vídeo

Fazer uma festa de 15 anos com direito à valsa e vestido de gala, ainda é o sonho de muitas meninas, mas o que fazer para preparar o evento. Foi pensando nisso que o professor Evandro Oliveira, residente na cidade de São Felipe, no Recôncavo Baiano, desde 2009 vem investindo na área de coreografia.

“Há 8 anos uma colega de classe chamada Graciane me falou sobre uma pessoa que queria ensaiar uma falsa de 15 anos, então ela viu que eu era espontâneo e me convidou para preparar os 15 casais para uma festa de 15 anos, aí ensaiamos e a festa foi um show. Daí pra cá as pessoas foram vendo e gostando do meu trabalho.

Em entrevista ao site Tribuna do Recôncavo, Evandro contou que já chegou a apresentar três aniversários por ano, tanto para crianças, como para debutantes. A última valsa preparada por Evandro foi a de Diana, filha da professora Elisabete. “Ela assistiu a apresentação em outra festa de aniversário, gostou e me convidou para fazer toda a coreografia da festa de sua filha”, disse.

Evandro concluiu lembrando que não cobra muito caro e queria que fosse mais reconhecido em outras cidades. Caso a pessoa queira a valsa pronta é só me dizer que aqui em São Felipe eu consigo os meninos e nós ensaiaremos. As pessoas que vão dançar, cada um paga o aluguel da sua roupa, uma média de R$ 80,00 para meninas e R$50,00 para homens.

“Se a debutante quiser a valsa com as colegas dela é até bom porque não vou gastar com o deslocamento dos meninos”, finalizou. O WhatsApp de Evandro é (75) 9 8803-4576. Veja o vídeo abaixo ! (Tribuna do Recôncavo)

Vereador de São Felipe critica políticos locais que nada fizeram pela permanência de comarca

Após intensos diálogos, a comarca de São Felipe foi retirada da lista de desativação do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) e vai permanecer no município. A estimativa é que cerca de 100 comarcas sejam desativadas na Bahia, mas a unidade de São Felipe, que estava na lista, foi retirada graças a um esforço conjunto feito por diversas lideranças políticas, em especial o vereador João Vitor e o ex-prefeito Chiquinho Ferreira.

Eles participaram de diversas mesas de diálogo e negociação, apresentando argumentos em prol da permanência da comarca em São Felipe. Eles agradeceram ao presidente da Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB), juiz Freddy Pitta Lima, pelo empenho para a retirada da comarca do município da lista de desativação.

João Vitor criticou alguns políticos de São Felipe que, sem nada terem feito, estão agora comemorando a permanência da comarca.

“Infelizmente, estamos vendo alguns políticos aproveitadores comemorando a retirada da comarca de São Felipe da lista de desativação. Mas essas pessoas não fizeram nada para evitar a saída da nossa comarca, e agora querem se aproveitar do momento para dizer que trabalharam pela permanência. Quem tem boca fala o que quer, mas o povo sabe quem realmente trabalhou em prol dessa causa”, desabafou o vereador. (mais…)

Vereador João Vitor comemora permanência das atividades da Comarca de São Felipe

O vereador João Vitor comemorou a retirada da Comarca de São Felipe da lista de exclusão feita pelo Tribunal de Justiça da Bahia(TJBA) . A estimativa é que cerca de 100 comarcas sejam desativadas na Bahia, mas a unidade de São Felipe que estava na lista, foi retirada graças a um esforço conjunto feito por diversas lideranças políticas lideradas por João Vitor.

Além de acionar lideranças políticas, o vereador promoveu uma audiência pública para tratar do tema, convidando para o debate representantes de associações, do poder judiciário, lideranças comunitárias e Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sinpojud).

Além disso, João Vitor encaminhou à um ofício à presidente do TJBA solicitando que a instituição reavaliasse os critérios de rebaixamento da comarca de São Felipe. No ofício, o edil ressaltou que existe demanda judicial suficiente que justifique a permanência da comarca do município. Hoje, a comarca conta com 3.743 processos em andamento. (Editado por Tribuna do Recôncavo | Informações: ASCOM)

Município de São Felipe inicia neste sábado (13) o programa “Novo Mais Educação”

A Prefeitura de São Felipe, através da Secretaria de Educação, Esporte, Cultura e Lazer, convida a todos para a abertura do programa “Novo Mais Educação”, que acontecerá no dia 13 de maio (sábado), às 8 horas da manhã, na Escola Municipal Deputado Luís Eduardo Magalhães.

O evento contará com a presença do presidente da Undime-Ba, Wiliams Panfile Santos Brandão. O mesmo é Licenciado em Física e Bacharel em Ciências Econômicas. Também é secretário de educação em Elísio Medrado.

O Programa Novo Mais Educação, instituído recentemente pelo MEC, tem como finalidade melhorar o desempenho em língua portuguesa e matemática das crianças e dos adolescentes ; reduzir o abandono escolar, a reprovação e a distorção idade/ano.

Serão implantadas ações pedagógicas para melhoria do rendimento e desempenho escolar; melhoria dos resultados de aprendizagem do ensino fundamental nos anos iniciais e finais; e ampliação do período de permanência dos alunos na escola. (Tribuna do Recôncavo)

São Felipe: Vereador pede ao TJ que reavalie possibilidade de rebaixamento da comarca

O vereador João Vitor Ribeiro encaminhou na quinta-feira (27), um ofício ao presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) solicitando que a instituição reavalie os critérios de rebaixamento da comarca de São Felipe. Nos últimos meses, o encerramento destas comarcas voltou a ser discutido no TJBA, o que tem deixado a população da região apreensiva.

No ofício, João Vitor ressalta que existe demanda judicial suficiente que justifique a permanência da comarca do município. Hoje, a comarca de São Felipe conta com 3.743 processos em andamento. Caso haja o rebaixamento, a população local terá que se deslocar para Santo Antônio de Jesus, que fica a 55 km de distância, para conseguir acesso aos serviços judiciais.

Para João Vitor, o grande número de processos é um argumento forte para que o TJBA reavalie os critérios e volte atrás com o fechamento da comarca. Recentemente foi realizada em São Felipe uma audiência pública para debater o rebaixamento da comarca. O evento contou com a participação de centenas de pessoas, entre representantes da população, dos poderes e outras autoridades. (Editado por Tribuna do Recôncavo | Informações: ASCOM)

Voltar à página inicial