web analytics

SAJ: Sintomas de ansiedade se confundem com sintomas de infarto, diz psicóloga

Com o tema “DESCOMPLIQUE: PSICOLOGIA AO SEU ALCANCE”, um grupo de psicólogos realizou na Praça Padre Mateus em Santo Antônio de Jesus neste sábado (03/09), um evento educativo sobre Psicologia Clínica, Escolar e Organizacional. O Portal Tribuna do Recôncavo ouviu a psicóloga Layana Sampaio, que esclareceu o verdadeiro papel do psicólogo.

“Algumas pessoas ainda acham que o psicólogo só deve ser procurado para resolver transtornos psicológicos. A gente quer mostrar que a psicologia está em vários locais e estamos dispostos a atender todos aqueles, que em algum momento da vida, tenham algum tipo de demanda”, disse.

Layana falou ao repórter Hélio Alves que não precisa o paciente ter um transtorno mental para procurar um psicólogo. Disse que muitas pessoas apresentam sintomas semelhantes a um infarto, vão ao médico, realizam exames e nada é constatado.

“São pessoas com ansiedade que tendem em ter uma respiração muito curta, o oxigênio não circula direito no organismo, o oxigênio não vai onde deveria ir. Então, isso faz com que a ansiedade aumente mais ainda e a pessoa acha que está com falta de ar”.

A psicóloga concluiu deixando um recado. “Você que se considera ansioso (a) deve prestar atenção em sua respiração, deve tentar respirar fundo para oxigenar melhor o cérebro, e com isso relaxar a sua musculatura”. A ansiedade também aumenta a pressão arterial, causa dor de cabeça, vontade de vomitar, tonturas, tremores, dores no estômago e na coluna.

“Quando você sentir esses sintomas vá ao médico para investigar a causa do problema, e se não der nada nos exames procure um psicólogo”, finalizou Layana. (Tribuna do Recôncavo)

layana-psicologa-4

(mais…)

Santoantoniense que morreu vitima de acidente deixou companheira grávida e estava com casamento marcado

O Portal Tribuna do Recôncavo ouviu nesta terça-feira (30/08), familiares de Genival Ramos dos Santos, 37 anos, que faleceu vítima de um grave acidente de veículo ocorrido na manhã desta segunda-feira (29) na rodovia BA 001, próximo ao Clube dos 1000 em Santo Antônio de Jesus.

Segundo Cristiane Ramos, Escube, como era conhecido, trabalhava em uma empresa de piscina, estava indo com dois colegas realizar um serviço na Ilha de Itaparica e por volta das 10horas recebeu a triste notícia que seu irmão tinha falecido.

gilson87Em entrevista ao repórter Hélio Alves, Gilson Ribeiro contou que seu primo Genival, viajava no banco da frente do Fiat Uno, o no momento do acidente estava sem o cinto de segurança. “Eu soube que ele tinha acabado de tirar o cinto para fazer um lanche, aí o colega dele que tava dirigindo foi desviar de um carro, vinha uma moto na frente, foi desviar da moto e caiu numa ribanceira de 20 metros”, disse Ribeiro.

Genival que residia no Loteamento Maria Amélia (São Benedito) sofreu uma forte pancada na cabeça, perdeu massa cefálica pelas narinas e não resistiu a gravidade dos ferimentos. Seus colegas Fábio Teixeira da Silva, 37 anos, residente na Avenida Esperança (Maria Preta) e Antônio Ramos Silva, 31 anos, residente no Povoado de Fátima, sofreram escoriações e passam bem. Todos são de Santo Antônio de Jesus.

Genival deixou sua esposa grávida de 5 meses e estava com o casamento marcado para o dia 8 de setembro. O sepultamento acontece às 10:30 da manhã desta terça-feira,dia 30. O Portal Tribuna do Recôncavo é solidário aos familiares, colegas e amigos por este momento de dor. (Tribuna do Recôncavo)

(mais…)

Casal da Chapada Diamantina está morando há 1 ano em barraca de lona em S. A. de Jesus

Um casal da Chapada Diamantina está morando há um ano em uma barraca de lona na cidade de Santo Antônio de Jesus. Odeiton dos Santos, de 39 anos, contou que morava com sua mãe em Itaberaba, a casa era pequena, e após conhecer sua companheira, Luciana Cândida, de 37 anos, resolveu sair da cidade em busca de uma vida melhor.

Em entrevista concedida ao Portal Tribuna do Recôncavo, o engraxate de portas, Odeilton, disse que ao chegar em Santo Antônio de Jesus não conseguiu alugar uma casa e resolveu morar na rua, armando uma barraca de lona as margens da BR 101, próximo a Embasa.

Ainda em entrevista ao repórter Hélio Alves, Odeilton falou que seu sonho é ter uma casa para morar com sua esposa, contou também que no período de chuva o barraco molha bastante. Eles cozinham no fogareiro e utilizam o banheiro de um Posto de Combustível para tomar banho e fazer suas necessidades fisiológicas.

A senhora Luciana, natural de Miguel Calmon, na microrregião de Jacobina, cata latinhas em eventos para ajudar seu companheiro nas despesas, mesmo assim depende de doações de alimentos para sobreviver. Eles encerraram a entrevista pedindo um carrinho de reciclagem. O casal está acampado na Rodovia BR 101, KM 266, próximo a Veiba Veículos. (Tribuna do Recôncavo). casal barraca de lona 2COMENTÁRIOS:

Maria do Carmo da Silva Santos: Este fato é uma demonstração do reflexo da exclusão, desigualdade e injustiças sociais que vitimam este casal e tantos outros no nosso país. Até quando? (mais…)

Pokémon vira febre nas ruas de Santo Antônio de Jesus. Tribuna ouve jovens!

Após ser lançado na Austrália e nos Estados Unidos, chegou ao Brasil há alguns dias o jogo grátis Pokémon Go, que está levando quase que todos os jovens e adolescentes às ruas, com uma finalidade – CAÇAR POKÉMONS. Por enquanto está disponível apenas para os sistemas iPhone, iPad (iOS) e Android.

O Portal Tribuna do Recôncavo foi até a Praça Renato Machado em Santo Antônio de Jesus neste domingo (07/08) ver de perto essa novidade, e percebemos crianças, adolescentes e jovens manuseando os telefones e sempre caminhando de cabeça baixa.

luiz antonioO adolescente Luiz Antônio, de 16 anos, estudante do Colégio Santo Antônio, explicou como funciona o jogo. “Você chega perto de um Pokémon que vai aparecer no mapa que fica exposto na tela do seu smartphone, quando ele aparece você clica nele, basta você arremessar o pokebola utilizando o dedo na tela do celular para capturar o Pokémon”, disse.

Questionado pelo repórter Hélio Alves sobre a repercussão do jogo, Luiz respondeu que a principio achava que seria algo pequeno, “só que agora metade da cidade tá jogando…vale a pena, é muito bom. Eu tou andando de bicicleta fazendo exercício, conhecendo gente nova e fazendo amizade”, disse Luiz.

Já o jovem Antônio Felipe, de 19 anos, aluno do Colégio Estadual Francisco da Conceição Menezes contou que o Pokémon, lançado há 5 dias, viralizou muito rápido. “Eu não esperava por isso, na cidade mesmo é o jogo mais jogado. Hoje mesmo eu sair de casa às 8 horas da manhã e não sei a hora que vou voltar pra casa. Estou andando com o carregador pra evitar [descarregar]”, disse.

antonio felipeAinda segundo Antônio, na cidade tem vários poké-stops, um meio para conseguir poké-bolas, e consequentemente conseguir capturar mais Pokémons. Tem também os estádios/ginásios, onde o jogador põe seu Pokémon para se enfrentar contra outros e conseguir dominar o estádio. Esse ginásio em Santo Antônio de Jesus pode ser encontrado nas proximidades do Cata Vento.

DICAS DE SEGURANÇA: Os entrevistados alertaram o usuário a evitar locais de pouco movimento de pessoas e sair sempre em grupo para não ser assaltado, também ter muito cuidado com o trânsito para não ser atropelado.

PREMIAÇÃO: Até o momento os jogadores que se destacarem recebem o controle para dominarem o ginásio, mas comenta-se que haverá uma atualização para conceder bônus para os melhores jogadores, bônus esse que poderá ser transformado em dinheiro.   (Tribuna do Recôncavo).
(mais…)

EMOCIONANTE: Varzedense conta no Tribuna sua história de superação

Foto: Reprodução/ Facebook

Preocupado em realizar um jornalismo diferente, elevando acima de tudo a auto estima daqueles que estão desmotivados nos estudos ou trabalho por conta das dificuldade do dia a dia, o Portal Tribuna do Recôncavo ouviu um jovem oriundo da zona rural do município de Varzedo, no Recôncavo Baiano, que enfrentou todas as dificuldades que um ser humano poderia passar.

Antônio Damião Moura tem 28 anos, viveu sua infância na Fazenda Pinha, aos dois anos de idade perdeu sua mãe e foi criado pelos avós, que mais tarde também faleceram. Ele chegou a catar ossos de restos mortais de animais para vender.

“Tivemos uma boa educação dada por nossos avós, mas a grande dificuldade que tive na minha infância foi nos estudos porque tínhamos que trabalhar e estudar, geralmente eu faltava aula na quinta e sexta feira para trabalhar na casa de farinha. Era muito longe da nossa casa para a escola, íamos a pé por dentro de uma mata e faltava merenda”, disse.

Antônio catava ossos de restos mortais de animais, catava ferro, alumínio e castanha de caju para ajudar nas despesas da família. Também trabalhou em pastagens para um fazendeiro da região.

Ele relatou ao Tribuna do Recôncavo que seu sonho era fazer medicina, mesmo sendo desestimulado pelos vizinhos e familiares. “Muita gente me criticava por esse meu sonho, mas eu falava dentro de mim que era possível porque eu tinha esperança, tinha força de vontade e acreditava que podemos tudo na vida, é só querer”.

Em 1998 seu avô faleceu e ele foi morar em Salvador, em 2000 voltou para o interior quando conheceu a professora Jocinere Soares que lhe incentivou bastante. Ela trabalhava num projeto chamado Fluxo de Aceleração – onde envolvia alunos com distorção série/idade em uma única sala, e com metodologias específicas as dificuldades dos alunos eram sanadas. “Eu tinha algumas dificuldades e ela acabou criando alguns métodos de estudo onde eu me interessei e comecei a ler alguns livros, comecei a participar de peças de teatro. E no final do ano fui promovido do quarto para o sexto ano devido o meu avanço; prossegui nos estudos e depois passei a ser diretor das peças teatrais estudantis: “Capitães da Areia”, de Jorge Amado e “Memórias Póstumas de Brás Cubas” de Machado de Assis”.

Antônio foi candidato a vereador em Varzedo em 1998, foi presidente de Grêmio Estudantil e presidente de associação. Também teve principio de depressão. Em dezembro do mesmo ano retornou a Salvador, onde trabalhou de ajudante de pedreiro, e há quatro anos está trabalhando em um colégio particular. Antônio concluirá no próximo mês de agosto seu curso de técnico de enfermagem na Escola São Judas Tadeu (INSS JT). O mesmo também é bombeiro civil. Mas seu maior sonho é cursar medicina. “Com Fé em Deus eu vou conseguir e me tornarei um excelente médico”.

Antônio concluiu a entrevista concedida ao repórter Hélio Alves ressaltando que sua motivação para os estudos aconteceu por conta das dificuldades que enfrentou desde criança. “Quero mostrar para muitos que é possível chegar a algum lugar, sem se importar com o que as pessoas falam. Quero mostrar para as pessoas que é possível alcançar nossos objetivos, independente de ter dinheiro. É só ter força de vontade.

Fonte: Tribuna do Recôncavo  (mais…)

Idoso de 74 corre duas horas por dia em Santo Antônio de Jesus

Enquanto muitos jovens não realizam nenhuma atividade física, há adultos e idosos praticando regularmente diversas modalidades esportivas, e o senhor Bajaú é um grande exemplo de força de vontade. O pedreiro aposentado, hoje aos 74 anos de idade, Raimundo Carlos Santos pratica atletismo desde criança.

“Eu corro desde os meus 8 anos de idade e hoje faço parte da Equipe Usa de Carlinhos Pintor. Corro dia sim, dia não, saio de casa às 5h e chego às 7h, e é sem parar, só paro quando chego em casa. Não tenho nenhum problema de saúde”, disse.

Em entrevista concedida ao Portal Tribuna do Recôncavo, Bajaú deixa uma dica: “muitas vezes a pessoa tá triste, ou tá com uma dor de cabeça, ele dar uma carreira e quando volta passou tudo. Eu mesmo no dia que eu não corro não me sinto bem”.

Para os idosos recém-aposentados ele recomendou que essas pessoas não devem ficar paradas. “O aposentado não pode ficar com tristeza não, tem que procurar outra coisa pra fazer e não esquecer de correr ou caminhar. É muito bom praticar [esporte e atividade física], quem não gosta sai uma vez, sai duas que começa a gostar”.

Ainda em entrevista ao repórter Hélio Alves, Bajaú aproveitou para cobrar do município a revitalização do canteiro da Rua da Linha e a criação de pistas de atletismo. (Tribuna do Recôncavo)

bajauCOMENTÁRIOS:

Noemy Santos: Que lindoo! Muito emocionante e que fique o exemplo para os mais jovens. ???????????????? Parabéns meu tio Bajau, sua sobrinha está orgulhosa do senhor.

Eliezer Nogueira: Eu parabenizo o atleta, e fico feliz ao saber que pessoas dessa idade fazem exercício regulamentares, tenho 12 anos menos que ele, gosto de caminhar e de vez em quando uma corridinha, mas posso lhe adiantar que é melhor que ele ir para a fila do “SUS” buscar atendimento, nada melhor que a corridinha dele, acredito que a doença não quer conta com ele , parabéns, quanto a palhaçada das olimpíadas, deixa ele de fora que é melhor !!!

J. Meireles: Mesmo sem eu apoiar esta palhaçada, levando em conta a situação atual do país, chamada Olimpíada, este senhor deveria ser convidado a carregar a tocha e não este rebanho de oportunistas, querendo aparecer na mídia. Alguém lembrou dele?
(mais…)

LINDA HISTÓRIA: Santoantoniense se recupera de depressão ajudando o próximo pela internet

A santoantoniense Joilza Renate conseguiu superar uma das mais graves doenças da atualidade, a depressão. Considerada como o mal do século ela precisou ter muita força de vontade para superar esse grave momento da sua vida. Diferente das outras pessoas que precisam recorrer a especialistas e fazer uso de medicamentos, ela buscou na sua terapia de ajudar o próximo o caminho para solução do seu problema.

Em entrevista concedida ao Portal Tribuna do Recôncavo, Joilza revelou que criou um canal no You Tube para passar algumas dicas de beleza e a partir dessa iniciativa sua vida mudou. “Eu sofria de insônia e fortes dores de cabeça, o único alívio que eu tinha era vir para internet para ouvir Maria Gadu que sou fã. Logo que acabou a música entrou outros vídeos e o que me chamou atenção foi um deles que falava de uma receita de arroz para eliminar manchas escuras da pele e com muitas visualizações, porém havia muitos comentários de pessoas que não tiveram resultado”, disse. No seu canal Joilza contou que só tinha 10 inscritos e a 11ª pessoa do Rio Grande do Sul manteve contato pedindo ajuda, pois ela não sabia mais o que fazer para se livrar das manchas escuras que ela tinha na pele.

Ainda em entrevista ao repórter Hélio Alves, Joilza revelou que fez um trabalho de pesquisa durante 15 dias e conseguiu uma fórmula caseira que passou ajudar as pessoas. Inicialmente ele obteve um bom resultado com a internauta Maria do Estado de Pernambuco e depois ela passou a ensinar as pessoas por intermédio do seu canal “Jó e Suas Vertentes”. Os ingredientes para fazer o creme de beleza são os seguintes: farinha de aveia, pasta de dente, de preferência Colgate, óleo de rosa mosqueta, azeite extra virgem, sabonete esfoliante Dove e limão.

Para fazer o creme indicado para tirar manchas do rosto, pernas e axilas basta misturar os ingredientes em uma vasilha plástica e adicionar 20 ml de água, passar na pele e aguardar de 20 a 30 minutos. Logo em seguida lavar com água morna e passar um hidratante e beber água. Joilma recomenda que o creme seja utilizado à noite e ao sair pela manhã fazer uso do protetor solar. Essas e outras dicas você encontra no canal do You Tube “Jó e Suas Vertentes”. (Tribuna do Recôncavo). ASSISTA O VÍDEO!

COMENTÁRIO:

Maria do Carmo da Silva Santos: Parabéns Joilza pela capacidade de reerguer-se através de gestos fraternos! Sem dúvida, isto é dádiva divina! Saúde e paz!

Rodrigo: Deus te abencoe Jó, muito obrigado mesmo de verdade. Eu sei que a senhora é batalhadora e parabéns ao site tribuna do Recôncavo ????????

Maria José Ferreira Espindola: Sou de Pernambuco e vim aqui agradecer a minha querida amiga, Joilza Renate.

Que o Anjo do Amor preencha teu coração!
Que o Anjo da Alegria ilumine teu sorriso!
Que o Anjo da Justiça te alerte sempre!
Que o Anjo da Amizade te ampare com carinho!
Que o Anjo do Perdão te fortaleça!
Que o Anjo da Luz te ilumine,
espalhando luzes para todos que
cruzarem teu caminho! Obrigada por tudo ???? (mais…)

Painel de artista plástico gera polêmica em Santo Antônio de Jesus

Com a revitalização da Fonte de Santo Antônio em Santo Antônio de Jesus vários paineis foram pintados nos muros que ficam em sua volta, mas o último deles, feito pelo artista plástico Marepe na quinta-feira (20/07), chamou a atenção dos transeuntes e moradores, gerando polêmica nas redes sociais e nos meios de comunicação da cidade.

Para você entender o que aconteceu, o Portal Tribuna do Recôncavo foi até o local ouvir a comunidade. A moradora Juliana Oliveira classificou a pintura como escandalosa. “Quando eu acordei de manhã que eu vi, eu achei estranho porque parecia uns demônios, uma coisa sem graça, umas mulheres nuas mostrando os seios e com as mãos como se estivessem esticando os cabelos”, disse.

Já a  jovem Roseane Damasceno falou ao repórter Hélio Alves que o artista plástico chegou a alterar o painel, mas não conseguiu agradar os moradores. “O pessoal do estacionamento [Gil Car], que é evangélico, pediu que ele botasse uma roupa, ele pintou um Bustie [sutiã tomara que caia], mas a tinta ficou escorrendo e manchou a pintura, todo mundo que passava de pé ou de carro tirava foto e ficava rindo”.

painel fonte 2

Já a senhora Maria do Nascimento explicou que a ideia de apagar o painel foi fruto de um diálogo entre a comunidade e Marepe. Ou seja, Aida da Secretaria de Agricultura ouviu os moradores e ouviu o pessoal do estacionamento, ligou para Marepe explicando que as pessoas não estavam gostando do desenho, pediu desculpas e perguntou se podia passar uma tinta por cima e ele permitiu.

A entrevistada ainda falou que achou desnecessária a polêmica formada, pois a praça da Fonte de Santo Antônio estava acabada e ficou linda após a reforma. Também disse que Marepe teve a boa intenção de fazer a arte dele, e o painel só foi apagado porque os moradores não gostaram. Diferente do que estão comentando nas redes sociais, que teria sido o prefeito que tinha mandado pintar o muro.painel fonte 3

Em entrevista a Chiquito Fernandes da GloboFest, o artista santoantoniense Marcos Reis Peixoto, de 46 anos, popular Marepe, contou que construiu o painel baseado nas histórias da Fonte contadas por Aida. “Ela me falou que as mulheres iam pra lá para arrumar os cabelos, e eu fiz o meu trabalho baseado nessas histórias que ela me contou, mas depois que eu terminei o painel ela me disse que a dona do muro não gostou da pintura porque estava escorrendo. Na verdade esse escorrer da tinta é uma coisa normal na técnica do spray, não foi nada de defeito, foi uma coisa intencional”.

marepeMarepe confirmou ter autorizado a pintura do painel, já que os moradores não tinham gostado do seu trabalho, mas ressaltou que já realizou vários trabalhos no mundo, inclusive em Santo Antônio de Jesus. A exemplo de uma homenagem ao penta campeão Júnior em frente ao Estádio e a restauração dos anjos no São Benedito, “mas faz parte da vida e da história da arte, quem sabe um dia essa tinta que colocaram em cima da minha obra descasque e revele esse painel de quase vinte metros”, disse.

Marepe é graduado em artes plásticas na Universidade Federal da Bahia (UFBA), participou de várias exposições no Brasil e fora do país, tornando-se conhecido por ter levado para São Paulo em 2002 um pedaço do muro da Comercial São Luiz, que foi exposto na 25ª Bienal Internacional. (Tribuna do Recôncavo)

COMENTÁRIO:

Amparo Gómez Mejía: El mural es hermoso, marca el excelente arte brasilero y sus costumbres ancestrales. La ignorancia arruinó una gran obra.

Manu: A ignorância é o carrasco da Arte! Deny, o seu comentário sintetiza a indignação de todos nós, os que se solidarizam com o artista.

Deny: Perdão Marepe, Santo Antonio de Jesus não te merece!! Enquanto o mundo te corteja, nós te desqualificamos, imagino se tivesse assistido o filme “O Código Da Vinci” o que fariam com o quadro da última ceia, depois da ideia expressada pro seu real sentido… talvez o Louvre mandasse pintar por cima dessa parte do quadro, cobrisse com uma tinta… Quanta ignorância… por isso detesto religião, pois em tudo que Jesus falava, seu princípio era o amor… perdão Marepe, nós não te merecemos, quem me dera pudesse eu ter um muro pintado por um dos maiores artistas da história contemporânea do mundo.

Gilvan Santos: Ouvir a reportagem e também não fui a favor, pois sou a favor da arte, sendo que arte é expressão de sentimentos, originalidade da cultura local ou não, devemos apreciar a beleza da arte atras dos simples rabiscos ou cores. Enfim os artistas fazem desenhos para trazer imagens ao mundo para que a história nunca se apague. PARABÉNS MAREPE

Caliane: Que reportagem bem feita!!! Explicou toda a situação… (mais…)

Agricultores falam sobre raiz gigante de mandioca colhida em Varzedo

Um agricultor colheu uma raiz gigante de mandioca na zona rural de Varzedo, no Recôncavo Baiano. O jovem Marcílio de Souza Santos, 30 anos, em entrevista concedida ao Portal Tribuna do Recôncavo nesta quinta-feira (26/05), contou que seu pai, Milton Santos, possuía uma roça de mandioca corrente, com mais de dois anos de plantada.

“Eu fui com minha mãe arrancar uns pés de mandioca, e quando bati a enxada que vi aquele negócio grande, pensei que fosse uma pedra, quando puxei era uma raiz de mandioca. A gente trouxe aqui pra casa e vou deixar guardada por um tempo pra mostrar ao povo”, disse Marcílio.

IMG_7rrr739A senhora Águida de Souza, conhecida por Guida, falou ao repórter Hélio Alves que a mandioca gigante tem atraído curiosos de toda a região.

“Vem muita gente aqui, pega a raiz, olha, tira foto, teve um senhor mesmo, Zé Garrote, que já tem quase 70 anos, que falou que em toda a vida dele nunca viu uma mandioca desse tamanho. Enquanto não apodrecer a gente vai deixar ela guardada aqui dentro de casa”, contou.

A raiz pesa 17 quilos e foi colhida na terça-feira, 24/05, em um sítio na localidade de São Roque dos Macacos, zona rural de Varzedo, a 210 km de Salvador. (Hélio Alves/Alves) (mais…)

Santo Antonio de Jesus: Baba Vitor fala sobre preconceito com os adeptos do Candomblé

Em pleno século 21 ainda é visível o preconceito contra os praticantes de religiões de matrizes africanas (como o Candomblé, Umbanda, etc.). Por conta disso vem à tona o questionamento: Por que os adeptos dessas religiões e suas variações ainda são os mais atacados por conta de suas crenças?

Para discutir sobre o assunto o Portal Tribuna do Recôncavo ouviu Baba Vitor Carvalho, um dos representantes do Candomblé em Santo Antonio de Jesus, que inicialmente falou sobre o preconceito e a discriminação que esses religiosos enfrentam.

IMG_20160518_170536179_HDR“São inúmeros preconceitos, nosso povo tem sido marginalizado, perseguido, as pessoas utilizam termos pejorativos, enfim, temos sido perseguidos, mas como sempre, na contrição dos nosso orixás – temos vencido todos esses preconceitos, todas essas barreiras”, disse.

Indagado pelo repórter Hélio Alves sobre a polêmica envolvendo candomblé e o termo “macumba”, Baba Vitor contou que existe diferença entre essas duas palavras: “ Candomblé é nossa religião e macumba é um instrumento das nossas práticas religiosas”.

Em relação às oferendas e os sacrifícios de animais, Baba Vitor explicou que os candomblecistas cultuam todos os elementos da natureza, e todos os orixás tem suas oferendas, seus ritos e suas comidas. Acender velas, tomar banhos de descarrego, defumar a casa e fazer oferendas regulares para os orixás proporcionam mais sorte na vida, no amor, no trabalho e mais saúde.

Questionado sobre a forma de culto aos orixás, o Baba disse que tudo é realizado de forma orgânica para não degradar o meio ambiante: “Nós utilizamos água, folha, fogo, terra, etc. Todos os nossos cultos são feitos com elementos da natureza.”

Por fim, Baba Vitor que participou da V Semana Acadêmica da Facemp, agradeceu a oportunidade de estar pela primeira vez numa instituição de ensino privada debatendo com futuros advogados, juízes e promotores, um assunto tão importante que é o respeito das pessoas para com os representantes do candomblé e de outras religiões de matrizes africanas. (Tribuna do Recôncavo) (mais…)

Transexual de Varzedo fala sobre preconceitos sofridos no dia a dia

Natural da cidade de Varzedo, no Recôncavo baiano, a transexual Milena Passos é  diretora da União Nacional LGBT e funcionária da Secretaria de Políticas para Mulheres do Governo da Bahia. Em visita a FACEMP durante a V Semana Acadêmica, a mesma participou de um debate sobre temas relacionados à educação, gênero e diversidade.

Em entrevista concedida ao Portal Tribuna do Recôncavo, Milena falou sobre as críticas que o governo recebeu por ter liberado a cirurgia de mudança de sexo com cobertura pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “As pessoas estão sendo precipitadas, acho que isso é um direito nosso, pagamos impostos, somos cidadãs e essa cirurgia não é uma brincadeira, é uma readequação. Essa resolução não está tirando direito de nenhum outro cidadão.”

Ainda em entrevista ao repórter Hélio Alves, Milena Passos falou sobre uma resolução do Governo da Bahia de 2013 que instituiu a portaria nome social, garantindo a qualquer pessoa que se sinta constrangida com seu nome, poder modificá-lo, e ter seu direito respeitado. Milena ressaltou que a travesti está bem com seu sexo biológico e a transexual precisa fazer a cirurgia para se sentir bem com seu sexo biológico, por isso sua luta.

Com uma longa experiência por ocupar cargos de combate à discriminação e promoção de direitos para lésbicas, transexuais e trans, Milena deixa um recado para as famílias que tenham um ente querido homo afetivo. “Apoiem seus filhos, eles são seres humanos iguais a qualquer um de vocês, os pais têm que acolhê-los. É muito importante você apoiar seus filhos e ajudá-los, não é doença ser gay, ser lésbica, ser travesti ou transexual, pelo contrário é como qualquer outra pessoa.”

Milena viveu sua infância na localidade do Braga, zona rural de Varzedo, morou em Santo Antonio de Jesus, e atualmente reside em Salvador.  (Tribuna do Recôncavo)   (mais…)

Varzedo: Sem estradas e sem ponte, agricultores vivem em situação desumana

Enquanto alguns municípios do Brasil criam projetos de lei para incentivar a permanência do homem no campo, na localidade do Rio da Dona, zona rural de Varzedo, no Recôncavo Baiano, os moradores não contam com o mínimo de estrutura para morar, se locomover e transportar seus produtos.

Em visita a comunidade neste último sábado (27/02), o Portal Tribuna do Recôncavo constatou que as famílias da localidade do Rio da Dona, próximo ao Tabuleiro do Castro não contam com estradas, nem com ponte, já que para ter acesso à localidade é necessário passar pelo Rio da Dona.

Em entrevista concedida ao repórter Hélio Alves, a senhora Ilza de Jesus falou que o prefeito Radaman Barreto (PT) conhece profundamente o problema do Rio da Dona porque no passado o mesmo participou de reuniões na própria comunidade. A entrevistada ainda contou que a região também tem um representante na Câmara Municipal, o vereador Antonio de Darino.

Segundo Ilza, a dificuldade maior é para socorrer os enfermos. “Quando alguém adoece, dependendo da situação da doença, a gente tenta reanimar em casa, dar remédio, um erro nosso, mas às vezes temos que fazer isso, até amanhecer o dia. Se tiver condições de andar a gente leva puxando até chegar ao local com acesso ao carro”, disse.

Já o senhor Antonio Ferreira falou sobre uma ponte improvisada que os moradores fizeram com um pedaço de madeira. “Eu cair, machuquei a costela e desmenti o pé. Quando tá assim estiado tudo bem, mas quando tá chovendo as crianças [para irem ao colégio] tem que passar por dentro d’agua”, disse.

A estudante Milena Silva contou que é necessário acordar mais cedo, caminhar 30 minutos até o ponto, pois o transporte escolar não vai até as residências. Segundo ela, em período de chuva, até para passar a pé fica complicado. “Quando não podemos ir a gente fica em casa e perde assuntos escolares, uma vez perdi uma semana de aula”, pontuou. Os moradores reivindicam a construção da ponte e da estrada, da Fazenda Serpente até o Rio da Dona. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo). ASSISTA O VÍDEO NO PLAY ABAIXO»»

 

S. A. de Jesus: Flanelinha que perdeu mãos usando drogas injetáveis conta sobre sua libertação

Para quem pensa que não há luz no fim do túnel para as drogas, está enganado. Na cidade de Santo Antonio de Jesus, no Recôncavo Baiano, um senhor de 49 anos se libertou do vício após frequentar um centro de recuperação. Alan João Sampaio entrou no mundo das drogas aos 15 anos e aos 24 anos, após fazer uso de drogas injetáveis, acabou perdendo as duas mãos.

Em entrevista concedida ao Portal Tribuna do Recôncavo, Longuinho como é conhecido, informou que perdeu a oportunidade de ser um grande jogador de futebol. “Eu jogava muita bola, tive tudo para ser um profissional, mas as drogas não deixaram. Eu era centroavante e cheguei a jogar com o pentacampeão Júnior”, disse.

Alan era mecânico de bicicleta, mas depois das drogas começou a trabalhar como flanelinha na Praça Padre Mateus, de onde consegue em torno de R$ 30 a 40 reais por semana. Mesmo sem as duas mãos, o mesmo consegue usar o apito, teclar e falar ao telefone, escrever, pedalar bicicleta e jogar bola.

“Eu tenho duas filhas, uma de 18 anos e outra de 20, minhas filhas estavam crescendo e eu não queria que elas vissem o estado que eu estava. Certo dia eu tava sentado em frente a Igreja Matriz tomando um corote, conhecido como bombinha, aí o Missionário Zé Mário, que faz um programa na Rádio Recôncavo, me perguntou se eu queria ir para o Centro de Recuperação Apocalipse na Vila Bonfim, aceitei, fiquei lá 9 meses e hoje sou outro homem”, disse.

“Aquele que tiver um filho nas drogas pode encaminhar para o centro que fica há 16 quilômetros daqui da cidade e eles não cobram nada. Lá eu conheci a palavra de Deus, como diz em João 8, 32. ‘E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará’. Antes eu era das trevas, era escravo do Diabo, mas eu abri meu coração e Jesus me libertou”, concluiu. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo)

alan longuinho pe

COMENTÁRIOS:

Risete de Jesus: É um centro que tem libertado vidas, vidas que se encontravam em uma vida sem retorno, mas lá no centro tem homens de Deus para cuidar de vidas que precisam de libertação. Jesus tem feito prodígio de maravilha. CENTRO DE RECUPERACÃO APOCALIPSE – DIREÇÂO: BISPO RICARDO E ROQUE LIMA –  HOMENS DE DEUS.

(mais…)

S. A. de Jesus: Cantor gospel que participou do Programa Raul Gil fala sobre sua carreira

O cantor gospel Silas Magalhães, de 13 anos, residente em Santo Antonio de Jesus, no Recôncavo baiano, que foi destaque no Programa Raul Gil nos anos de 2013 e 2014, falou ao repórter Hélio Alves sobre seu trabalho musical antes, durante e após as apresentações em rede nacional de TV.

“Meu pai me levava quando eu era pequeno para cantar no louvor da Igreja que ele era líder e sempre teve essa vontade de música dentro do meu coração. Eu criei uma banda quando eu era menor, com 7 anos aprendi a tocar bateria e Deus despertou o chamado em meu coração um poucos antes de entrar no Raul Gil, aí fiz a inscrição e fui selecionado”, contou.

Sem muita experiência, Silas começou no Raul Gil com a canção “Arde Outra Vez” de Thalles Roberto, a partir daí o mesmo começou a fazer aula de canto, começou se aprofundar na música e buscar mais a Deus. “Foi uma jornada muito prazerosa, fiz amigos, apredi muito e recebi críticas que serviram para construir o que hoje eu sei”, disse.

1476138_588130431235955_1568684905_nApós a participação no Programa Raul Gil, ainda em 2014, Silas foi convidado pelo SBT para cantar ao lado de Talles Roberto e André Valadão, prestando uma homenagem a esses dois ícones da música gospel. Já no início de 2015 recebeu o convite do mesmo canal de TV para participar da Mine Parada, defendendo a música “Raridade”, cuja qual o mesmo pegou em 5º lugar e entregou em 1º; na final, Silas cantou em rede nacional com Anderson Freire.

No final de 2014 Silas Magalhães gravou o seu primeiro CD “Além da Razão” com 11 músicas, sendo 10 de autoria própria. Em meados de 2015 Silas fechou contrato com a Universal Music que já lançou o CD nas plataformas digitais. “A gente agora está no lyric vídeo com a faixa 3 “Quantas Vezes”, e a faixa 2 “Osana” está no TOP 10 da música gospel mais tocada no Brasil”, disse.

Silas já cantou no Aviva Recôncavo em Santo Antonio de Jesus, participou em novembro de uma turnê no Rio de Janeiro e já há convites para shows em Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba. O Portal Tribuna do Recôncavo deseja boa sorte ao cantor Silas, ao tempo que deixa uma pergunta no ar: Por que esse jovem talento não tem participado dos grandes eventos evangélicos realizados em sua região, no Recôncavo Baiano?. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo).

COMENTÁRIOS:

Lane Silva: Ótima reportagem. Esse menino que encantou o Brasil merece. (lanesilva12@yahoo.com.br)

Maria Barbosa: Sucesso,Silas Magalhães! Sucesso ao Tribuna pelas ótimas reportagens produzidas! (mbarbie@gmail.com)

Jocinere Soares: Parabéns pela bela reportagem, Hélio Alves. Bem merecida essa abordagem na carreira desse jovem santatoniense.
Bem válido também esse questionamento feito: por que um jovem que se tornou conhecido em rede nacional não é valorizado no Recôncavo Baiano, em sua região de origem?
Parabéns ao Tribuna por ser um site de credibilidade e abordar matérias ecléticas para um público diversificado de várias regiões.

SAJ: Casal comenta repercussão do 1° casamento entre pessoas do mesmo sexo

A Suprema Corte dos Estados Unidos legalizou em junho de 2015 o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o país, o que motivou uma campanha nas redes sociais, onde 26 milhões de pessoas modificaram suas fotos no facebook para mostrar apoio a comunidade LGBT.

O Portal Tribuna do Recôncavo ouviu Joilza Renate, 39 anos e Jussara de Jesus, 39 anos, 1º casamento homoafetivo do Recôncavo Baiano realizado em 31/10/2013 em Santo Antônio de Jesus. Segundo Jussara, coordenadora do LGBT em SAJ, o grupo surgiu em 1969 após a “Revolta Stonewall”, um famoso bar em Nova York, frequentado por gays, lésbicas, travestis e transexuais que foram perseguidos, extorquidos e muitos deles foram mortos pela polícia. Em 1970, um ano depois, surge a 1ª parada do orgulho gay nos Estados Unidos.

“Pra gente é muito bom ver esse novo projeto aceito nos Estados Unidos… o bom é que nós brasileiros nos sentimos muito orgulhosos porque o Brasil dar o pontapé inicial, e Santo Antônio de Jesus também deu o seu pontapé inicial com o primeiro casamento homoafetivo do Recôncavo Baiano que foi o nosso”, disse Jussara.

Quanto a formalidade do casamento, Jussara informou que ao chegar no cartório para dar entrada na documentação, a atendente se assustou quando ela informou que iria se casar com outra mulher. “A moça que nos atendeu disse. – ‘aqui não dar entrada não’. – Eu disse dar entrada sim, já existe uma portaria que pessoas do mesmo sexo podem casar”. Jussara retornou pra a sua residência e duas horas depois recebeu um telefonema da chefe do cartório comunicando que já estava com a portaria em mãos. “Foi um susto que a atendente tomou, mas depois de tudo resolvido, Dona Olga realizou o nosso casamento, e através da nossa união veio o segundo casamento homoafetivo de SAJ”. Em 15 de janeiro de 2014 casaram na Câmara de Vereadores em Santo Antônio de Jesus, Marcelo Sena e Emerson Pereira.

Segundo Jussara, em Santo Antônio de Jesus aconteceram muitos avanços, nas Unidades de Saúde os transexuais já podem usar o nome social, porém ainda há casos de discriminação. “Tem um determinado restaurante na cidade que barrou um homossexual que estava entrando com o seu namorado de mãos dadas. – 28 de julho é um dia de orgulho, mas é necessário continuar lutando”.

Em 2013 o grupo gay da Bahia registrou 388 casos de assassinatos contra LGBT. “É um crime de ódio – Precisamos muito que esses crimes sejam punidos”. As denúncias podem ser feitas no Disque 100.

Jussara concluiu falando sobre o direito adquirido com o casamento homoafetivo. “Na maioria das vezes as famílias excluem seus filhos homossexuais, mas quando morrem, querem seus bens e o companheiro (a) que ajudou a construir o patrimônio não recebe nada. Com o casamento o cônjuge passa a ter direito a herança”. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo)

ASSISTA O VÍDEO COM JUSSARA E JOILZA:

Com cobertura jornalística abrangente e atualizada, agregada de fontes do mundo inteiro, o Portal Tribuna do Recôncavo é uma das mídias que mais cresce na Bahia de Todos os Santos, passando também a ser conhecida em outras regiões do Brasil e do mundo. Mesmo assim, seu alvo principal é o público local e regional, se reafirmando como mídia alternativa da informação. Curta nossa página no facebook e fique atualizado. CLIQUE AQUI!

SAJ: Moradores reclamam de oferendas jogadas perto da Barragem do Rio da Dona

O Portal Tribuna do Recôncavo esteve na Comunidade Rural do Rio da Dona em Santo Antônio de Jesus para ouvir os moradores sobre algumas oferendas que estão sendo colocadas nas proximidades da Barragem que abastece Santo Antônio de Jesus, Varzedo e Dom Macedo Costa no Recôncavo Baiano.

Para o estudante em agronomia, Rodrigo Almeida, o material ali depositado vem incomodando a população. São animais mortos colocados as margens da BR 101 que atraem raposas, cachorros e urubus provocando acidente, como também incomodando as pessoas que utilizam o ponto de ônibus.

Ao lado da ponte, na BR 101, são depositados garrafas com azeite, poluindo o rio. O morador também relatou que em uma reserva ambiental pertencente a Embasa, esse pessoal deposita pratos e copos de plásticos, materiais que vão demorar para se degradar, como também acendem velas, causando incêndio no período de verão.

Segundo o morador, a comunidade do Rio da Dona não está desrespeitando a religião de ninguém. “Nós estamos pedindo a esse pessoal que tenha mais cuidado com o material que vai utilizar e onde colocá-lo”, disse. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo)

ASSISTA O VÍDEO PRODUZIDO NO LOCAL PELO TRIBUNA DO RECÔNCAVO!

DIREITO DE RESPOSTA

Procurado pelo Portal Tribuna do Recôncavo, Marcelo Santos, Religioso pertencente ao Candomblé, disse que parte do material depositado nas proximidades da Barragem do Rio da Dona não condizem com a ritualística litúrgica pertencente às religiões de natureza africana. “Ali tem várias pessoas que pescam e a gente não pode precisar se aqueles litros de vidro em sua totalidade foram de pessoas que fizeram algum tipo de oferenda ou foram pessoas que na prática da pescaria tenham quebrado”, disse.

Quanto ao material utilizado nos rituais, o mesmo falou que normalmente são usados folhas, pedras, minérios, favas, ou seja, elementos que se autodestroem. “Inclusive, essa pratica é respeitada em Salvador em lugares que são pontos turísticos, como a Lagoa do Abaeté e o Parque de São Bartolomeu”.

Questionado pelo repórter Hélio Alves sobre os materiais descartados nas proximidades da Barragem do Rio da Dona em Santo Antônio de Jesus, Marcelo respondeu que o prato de barro se degrada com o decorrer do tempo, mas o vidro e o plástico são materiais que realmente a natureza não vai destruir com facilidade.

Marcelo fez um alerta aos visitantes e titulares do candomblé. “Eu chamo a atenção das pessoas que pertencem às religiões de matriz africana que tenham responsabilidade, que tenham cuidado, que tenham zelo e que cumpram o que nossas religiões de matriz africana nos aconselham e nos impõem sobre a preservação ambiental”.

Marcelo também falou sobre a questão dos acarajés que segundo informações são depositados com alfinetes, ferindo os animais da comunidade e fala sobre a criação em Santo Antônio de Jesus do Departamento Municipal de Promoção a Igualdade, entre outros assuntos. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo)

Com cobertura jornalística abrangente e atualizada, agregada de fontes do mundo inteiro, o Portal Tribuna do Recôncavo é uma das mídias que mais cresce na Bahia de Todos os Santos. Curta nossa página no facebook e fique atualizado. Clique aqui!

Voltar à página inicial