web analytics

Eleitores de 12 municípios vão às urnas para eleger seus prefeitos neste domingo

Em 12 municípios brasileiros, novas eleições municipais vão acontecer neste domingo (2). Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a segunda votação acontece neste fim de semana porque os candidatos mais votados em outubro do ano passado tiveram os registros cassados pela Justiça Eleitoral.

As cidades onde os eleitores vão conhecer seus novos prefeitos e vice-prefeitos neste domingo são: Foz do Iguaçu, Piraí do Sul, Nova Laranjeiras e Quatiguá, no Paraná; Sangão e Bom Jardim da Serra, em Santa Catarina; Cafelândia, São José da Bela Vista e Mococa, em São Paulo; Carmópolis, em Sergipe; Ipojuca, em Pernambuco; e Guajará-Mirim, em Rondônia. (Bahia Notícias)

Jovem é preso com submetralhadora horas após assaltar mercado em Simões Filho

Um homem foi preso com uma submetralhadora momentos depois de assaltar um mercadinho, no bairro César Borges, em Simões Filho, na região metropolitana de Salvador. Moisés da Anunciação Ferreira, foi preso por policiais da 22ª DT (Delegacia Territorial) quando caminhava tranquilamente pela avenida Elmo Cerejo, centro do município.

Segundo a polícia, após ser preso, o suspeito confirmou participação no assalto e disse que não agiu sozinho, indicando onde o comparsa, identificado apenas como Popó, poderia ser encontrado. Os policiais foram até o local indicado, mas ele já havia fugido levando uma das armas usadas na ação. Ainda de acordo com a polícia, uma submetralhadora foi encontrada na casa do homem, no Alto da Guiné, CIA II.

No local, os policiais apreenderam também dez cartuchos intactos de munição calibre ponto 40, dois estojos de munição também ponto 40 e outros dois para calibre 38, todos deflagrados, e oito saquinhos de maconha. Segundo o delegado titular da 22ª DT/Simões Filho, Ciro Carvalho, Moisés e o comparsa são suspeitos de outros assaltos a estabelecimentos comerciais no município.

O delegado também acredita que outras pessoas participem dos crimes e suas equipes já estão trabalhando nessa linha de investigação. O jovem foi autuado por roubo e posse ilegal de munições de uso restrito e arma de fogo. (R7/BA)

Prefeito de Jequié busca reativação das obras da Fiol no município

O prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira, acompanhado do deputado federal Antônio Brito (PSD), esteve em Brasília, em audiência pública com o diretor-presidente da Valec Engenharia, Mário Mondolfo, para tratar das obras da Ferrovia Oeste Leste (Fiol). O gestor solicitou o retorno das obras na região.

O equipamento interligará as regiões Norte e Nordeste do Brasil. Serão aproximadamente 1500 quilômetros de Figueirópolis, em Tocantins, até Ilhéus, no litoral sul baiano. A construção da ferrovia visa a atender, principalmente, a produção de grãos do oeste da Bahia e a exploração de minério de ferro, típica da região de Caetité, na área central do estado e irá substituir parte do transporte de carga realizado hoje através das rodovias.

O lote 2 da Fiol, que corta a cidade de Jequié com 161km de extensão, já está com 80% das obras concluídas. “A Fiol tem uma importância estratégica para a economia local, como instrumento de integração, mas sobretudo de desenvolvimento para a região de Jequié, através fomentação da mão de obra e da possibilidade de agregar novas empresas, indústrias e prestadores de serviço, que poderão vir a se instalar em nossa cidade a partir desta importante e gigantesca obra”, disse o prefeito Sérgio da Gameleira. (mais…)

Relator da Previdência e petista trocam xingamentos na Câmara

O relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS-BA), e o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) protagonizaram uma discussão acalorada e com xingamentos durante audiência pública na Câmara dos Deputados.

Maia se exaltou e chamou o petista de “vagabundo” e de “safado” depois de Chinaglia chamá-lo de “empresário caloteiro”. Em seguida, o oposicionista respondeu: “vagabundo é você, safado é você”.

Os ânimos se alteraram quando o relator, ao defender a reforma da Previdência, disse que os ex-presidentes Dilma Rousseff e Lula, ambos do PT, defenderam a necessidade de mudanças e afirmou que “não tiveram coragem de fazer por populismo”. (bahia.ba)

PMDB dirá em propaganda de TV que Temer ‘não vai fugir’ da reforma previdenciária

O PMDB transmitirá uma propaganda na TV, na noite desta quinta-feira (30), em defesa do presidente Michel Temer. O peemedebista não discursará, mas o conteúdo deverá fazer um balanço do governo e reforçar que Temer “não vai fugir” da reforma da Previdência. “Essa reforma não é uma imposição, é uma necessidade, uma responsabilidade com o trabalhador brasileiro”, dirá a apresentadora na peça do partido.

As informações são da Folha de S. Paulo. A propaganda vem no momento em que o governo sofre pressão de diversos setores da sociedade e da própria base aliada de Temer, que pede mudanças no projeto enviado ao Congresso. Os únicos momentos em que o presidente aparecerá são no início e no final, dentro do Palácio do Planalto e sem falas, numa tentativa de mostrar que o governo “não tem mais que se justificar”, nem explicar a que veio.

O público deve esperar também um programa partidário que reforça o diálogo entre Planalto, Congresso e equipe econômica como chave para aprovação das reformas previdenciária e trabalhista, principais bandeiras de sua gestão. “O relacionamento com o Congresso mudou. Agora há diálogo e, consequentemente, medidas urgentes e do maior interesse têm sido aprovadas com a agilidade e urgência que o país pede”, dirá a apresentadora, em uma referência à ex-presidente Dilma Rousseff. (mais…)

Eduardo Cunha é condenado a quinze anos e quatro meses de prisão

Nesta quinta-feira (30), foi anunciada a condenação do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha. O deputado cassado foi condenado a 15 anos e 4 meses de prisão.

A decisão foi do juiz responsável pela operação Lava Jato, Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba. A defesa informou que vai recorrer da sentença. (Varela Noticias)

Temer nomeia novo ministro do TSE

O presidente da República, Michel Temer(PMDB), nomeou na noite desta quinta-feira(30), o advogado Admar Gonzaga para ocupar a vaga de ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Gonzaga substituirá o ministro Henrique Neves, cujo mandato termina no dia 16 de abril. A nomeação será publicada no Diário Oficial da União desta sexta (31).

A primeira tarefa de Admar, deverá ser a participação no  julgamento da chapa Dilma-Temer, que começa na próxima terça-feira (4).  Em maio, outra cadeira da advocacia ficará vaga, com a saída da ministra Luciana Lossio, e o presidente Temer deverá fazer nova nomeação. (Bahia.ba)

Deputado Lúcio Vieira compra em um dia 75 passagens aéreas com dinheiro público

O deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) comprou 75 passagens em um só dia no final do ano passado, segundo informou o portal UOL. Os bilhetes foram emitidos no nome do parlamentar e do seu assessor André Luiz Avelar F. Sant’Anna, com trechos ida e volta de Brasília para Salvador.

De acordo com as regras da cota, a verba destinada a cada parlamentar pode ser acumulada de um mês para outro, mas não de um ano para o seguinte. O dia 31 de dezembro seria o último para aproveitar o dinheiro que “sobraria”. “Se eu não gasto a verba até dezembro, ela é perdida. Pela legislação, eu posso tirar para mim e para o meu gabinete. Se eu não uso [o dinheiro], ele volta para a Câmara. Você vai ver que gastei até menos do que o permitido pela verba”, disse, ao UOL.

Somados os trechos, são 79.935 km. O número, segundo a reportagem, praticamente equivale a dar duas voltas inteiras na circunferência da Terra, que é de 40.075 km. Para os deputados baianos, a cota parlamentar é de R$ 39 mil. (Bahia.Ba)

Luciano Huck não descarta carreira política; declaração vira piada na web

Luciano Huck gerou repercussão na internet ao não descartar, durante uma entrevista, a hipótese de se candidatar a um cargo eletivo. Em conversa com a “Folha de S. Paulo”, o apresentador da TV Globo disse que, em meio à crise polícia que o Brasil atravessa, está na hora de a geração dele “ocupar os espaços do poder”.

“Agora, se me perguntarem se vou concorrer a algum cargo eletivo, eu não sei responder. E qualquer tipo de resposta é especulação, fofoca”, disse Huck, cuja declaração gerou um sem-número de comentários nas redes sociais. Em pouco tempo, surgiram memes bem-humorados fazendo referência a quadros famosos de seu programa, “Caldeirão do Huck”. (IBahia)

Iniciativa de parlamentar pode travar reforma da Previdência

O deputado federal Bacelar (PTN-BA) apresentou, nesta quarta-feira (29), uma questão de ordem à Mesa Diretora da Câmara, pedindo esclarecimentos sobre as possíveis alterações na reforma da Previdência, anunciadas pelo governo.

Bacelar levantou dúvidas sobre o prazo máximo e o instrumento a serem utilizados pelo presidente Temer para propor alterações em propostas de autoria do Executivo. “Quero saber como será recebida por esta Casa as alterações anunciadas pelo presidente . Em qual momento ele pode fazer isto? A qualquer hora? Será admitida uma ratificação do texto original ou será recebida e distribuída na forma de uma nova PEC?”, questionou.

O petenista quis saber também se, em função das modificações, os deputados terão novo prazo para emendas, já que o regimento interno da Câmara garante o prazo de dez sessões para apresentação de emendas na comissão especial que trata da reforma. ” As idas e vindas do governo têm interferido nos trabalhos da comissão. Esta Casa não pode depender das vontades e indecisões de um presidente que não reconhece a veracidade e a credibilidade de suas próprias propostas”, disparou. (ASCOM)

PT desiste de adiantar anúncio de pré-candidatura de Lula

Alertados por advogados sobre a possibilidade de a Justiça Eleitoral impedir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de disputar a Presidência da República, em 2018, o PT e o staff do ex-presidente desistiram da estratégia de antecipar o lançamento da candidatura de Lula para este ano.

O plano agora é priorizar grandes agendas públicas para Lula. A próxima deve ser a cerimônias de entrega da Medalha da Inconfidência, em Ouro Preto (MG), no dia 21 de abril, onde o petista deve ser o principal orador a convite do governador Fernando Pimentel (PT). Em dezembro do ano passado, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou que “a melhor maneira de tentar barrar essa interdição é colocar publicamente para a população a pré-candidatura. Aí não será mais um eventual pretendente”.

A ideia era aproveitar o 6.º Congresso Nacional do PT, marcado para os dias 3 e 4 de junho, em Brasília, para fazer um lançamento informal da pré-candidatura de Lula à Presidência. O objetivo seria blindar o ex-presidente das possibilidades de interdição judicial de sua candidatura. Lula é réu em cinco processos, sendo dois na Lava Jato, em Curitiba, e um na mesma operação em Brasília. Se for condenado em primeira e segunda instâncias, ele pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa. (mais…)

Ministro do STF manda Câmara explicar projeto de terceirização

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, notificou a Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (28), para dar explicações sobre o projeto de lei que libera as empresas para terceirizarem todas as suas atividades, aprovado na semana passada pela Casa.

O despacho, que não determina o prazo para que a Câmara se explique, é uma resposta ao mandado de segurança impetrado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) na sexta-feira (24) contra a aprovação do projeto de lei que regulamenta a terceirização.

O parlamentar questionou a constitucionalidade da votação da proposta, apresentada em 1998 pelo então presidente da República Fernando Henrique Cardoso. O Executivo, conforme Randolfe, pediu a retirada do projeto em 2003 – à época, quem fez a solicitação foi o então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Assim, a proposta aprovada seria ilegítima e ilegal, na avaliação do senador. (mais…)

Senadores do PMDB pedem a Temer que não sancione terceirização

Uma parte da bancada do PMDB no Senado divulgou uma carta aberta se posicionando contra a sanção do projeto de lei da terceirização, aprovado pela Câmara dos Deputados, pelo presidente Michel Temer. Após uma reunião com presença de 12 dos 22 senadores do partido, nove assinaram o documento pedindo veto integral do projeto.

“A bancada defende a regulação e regulamentação das atividades terceirizadas que já existem e não a terceirização ampla e irrestrita, como prevê o projeto”, diz o texto. Os senadores peemedebistas afirmam que “o texto aprovado precariza as relações de trabalho, derruba a arrecadação, revoga conquistas da Consolidação das Leis do Trabalho e piora a perspectiva de aprovação da Reforma da Previdência”.

Assinam a carta os senadores Marta Suplicy (SP), Kátia Abreu (TO), Eduardo Braga (AM), Elmano Férrer (PI), Wademir Moka (MS), Rose de Freitas (ES), Hélio José (DF), Simone Tebet (MS) e o líder da bancada, Renan Calheiros (AL). (Bahia.ba)

Conselho de Ética poderá votar suspensão do mandato de Jean Wyllys

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar reúne-se na quarta-feira (30) para discussão e votação do parecer referente a processo instaurado contra o deputado Jean Wyllys (Psol-RJ). A relatoria é do deputado Ricardo Izar (PP-SP). Wyllys sofre processo, por iniciativa da Mesa Diretora da Câmara, por ter cuspido no deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) durante a sessão do impeachment de Dilma Rousseff no Plenário, em 17 de abril do ano passado.

O relator leu seu parecer em dezembro, mas a votacão não ocorreu porque houve pedido de vista dos deputados Julio Delgado (PSB-MG) e Leo de Brito (PT-AC). Izar pediu a a suspensão do mandado de Wyllys por quatro meses, mas admitiu que o tempo poderá ser alterado conforme decisão dos demais membros do Conselho de Ética.

Outros processos Na reunião, também poderão ser instaurados três processos atendendo a representações contra deputados por quebra do decoro parlamentar: 12/17 – referente a representação do PT contra o deputado Eduardo Bolsonaro (PP-RJ); 13/17 – também referente a representação do PT contra Eduardo Bolsonaro; e 14/17 – referente a representação da Mesa Diretora da Câmara contra o deputado Delegado Eder Mauro (PSD-PA). A reunião está marcada para as 14 horas, em plenário a definir. (Bocão News)

Vereadora da cidade de Laje desabafa após conversa com deputado baiano

O portal Tribuna do Recôncavo conversou neste domingo (27/03) com Eliene Batista, vereadora pelo PCdoB no município de Laje, no Vale do Jiquiriçá. Recentemente a mesma enviou uma mensagem via WhatsApp ao deputado federal Arthur Maia (PPS-BA), informando que não apoiaria, nem pediria votos para os deputados que votassem a favor da PEC 287, que propõe a Reforma da Previdência.

De acordo com a vereadora, o deputado que é representante do Vale, respondeu de forma negativa. “Foi uma resposta arrogante e prepotente. Ele respondeu que é a favor da PEC e que não viria em Laje pedir meu voto. Achei uma falta de respeito. Não foi uma pergunta ofensiva, então, esperava uma resposta mais sensata. A gente percebe que ele não está defendendo os direitos da população. A gente se entristece quando vê colegas políticos com esses posicionamentos,” declarou.

Ainda em entrevista ao repórter Hélio Alves, a edil informou que não enviou esta mensagem para outros deputados, pois, o único número de deputado que tinha foi o do Arthur Maia, inclusive ela disse que pediu para o deputado passar a informação para os colegas. Segundo ela, essa foi a maneira que encontrou para que os deputados tomassem conhecimento do posicionamento contrário a PEC, da população do Vale do Jiquiriçá. “Nosso papel é defender os interesses da população”, frisou.

A vereadora Eliene Batista está no seu 2º mandato e foi a mais votada. Ela informou que continua procurando trazer benefícios à população e contou que está desenvolvendo um projeto que se for aprovado pela Câmara e sancionado pelo prefeito, vai beneficiar as mulheres do município. “Estamos na luta e na defesa do povo”, salientou. (Maíra Oliveira/Tribuna do Recôncavo)

Defesa de Eduardo Cunha pede por habeas corpus

A defesa do ex-deputado federal e presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), entrou com um pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF)  nesta segunda-feira (27). A defesa pede pela revogação da prisão preventiva do peemedebista sob a alegação de falta de amparo legal e de fundamentação.

Cunha está preso em Curitiba, no âmbito da Operação Lava Jato, desde outubro. Ele é réu por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. No pedido, os advogados de Cunha alegam que a prisão cautelar do mesmo não é mais necessária e que a prisão é “manifestamente genérica, uma vez que se vale apenas de possibilidades, de hipóteses, daquilo que poderia acontecer, mas que efetivamente não ocorreu e não tem indícios de que ocorrerá”.

“Desde que teve sua prisão ilegalmente decretada, o ora paciente, por meio de seus defensores, vem se valendo dos instrumentos jurídicos aptos a devolver-lhe a liberdade, que lhe foi retirada pelo novo ‘modus operandi’ típico das indevidas prisões cautelares no âmbito do que se convencionou denominar por Operação Lava Jato”, afirmam os advogados no pedido. No mês passado, por oito votos a um, o STF decidiu manter a prisão de Cunha. (Bahia.ba)

Voltar à página inicial