Partido Progressista decide mudar de nome

Com o maior número de investigados na Operação Lava Jato, o Partido Progressista (PP) decidiu mudar de nome de olho na eleição de 2018, segundo a coluna Expresso da revista Época.

De acordo com a publicação, a legenda passará a se chamar “Progressistas” e segue a tendência de tirar o “partido” dos nomes das siglas, como o Democratas, Podemos e Avante.

Na Bahia, os principais quadros do PP são o vice-governador e secretário estadual de Planejamento, João Leão, o filho dele, o deputado federal Cacá Leão, e o congressista Mário Negromonte Júnior, todos citados na Lava Jato. (Bahia.ba)

S. A. de Jesus: Yuri Pithon desfilia-se de partido

O empresário, cantor, compositor e ambientalista Yuri Pithon desfiliou-se do PSB nesta última terça-feira, 08. Sondado sobre uma nova sigla a filiar-se, Yuri foi prático e objetivo.

“Estamos avaliando, conversando com outras agremiações partidárias, o homem é um ser político, não deve se colocar a parte, nem tão pouco negar a politica. A pior desgraça de quem não gosta da política é ser governado por quem gosta”, finalizou. (Editado por Tribuna do Recôncavo | Informações: ASCOM)

‘Coreia do Norte enfrentará fogo e fúria se ameaçar EUA’, diz Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi categórico ao advertir Coreia do Norte nesta terça-feira (8). Seguindo a máxima “se me atacar, vou atacar”, da finada Inês Brasil, o republicano disse que responderá às ameaças com “um fogo e uma fúria nunca vistos no mundo”.

A declaração se deu após surgirem relatos de que Pyongyang fabricou uma ogiva nuclear reduzida que pode ser colocada em um dos seus mísseis balísticos. Há estimativa de que até 60 armas nucleares estão sob controle de Kim Jong-un. (Bahia.ba)

Maradona manda mensagem de apoio a Maduro

“Viva Chávez. Viva Maduro, Viva a revolução. Viva os venezuelanos de raça pura, não os interessados e envolvidos com a direita”, disse Diego Maradona nesta terça-feira (8) em mensagem de apoio ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

O ex-jogador de futebol argentino se pronunciou a favor do líder de Estado, que foi banido do Mercosul neste sábado (5) por uma “ruptura da ordem democrática”.

“Somos chavistas até a morte. E quando Maduro ordenar, estarei vestido de soldado para uma Venezuela livre, para lutar contra o imperialismo e os que querem se apoderar de nossas bandeiras, que é o mais sagrado que temos”, declarou o ex-artilheiro do Napoli. (mais…)

Câmara rejeita denúncia contra Temer

A Câmara Federal decidiu nesta quarta-feira (2) não dar prosseguimento à denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer (PMDB), por corrupção passiva.

Com os votos necessários, apesar de a sessão continuar, os parlamentares aprovaram relatório do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomendava rejeitar a acusação formal contra o peemedebista. Como esperado, a sessão foi marcada por confusão e bate-boca entre governistas e oposicionistas.

Houve, inclusive, denúncia de emendas negociadas pelo deputado Antonio Imbassahy (PSDB-BA) em plenário em troca de voto pró-Temer. O tucano foi exonerado da Secretaria de Governo para participar da votação nesta quarta.

Para que o Supremo Tribunal Federal (STF) avaliasse a denúncia contra Temer, era necessária autorização da Câmara por, pelo menos, 342 votos. (Bahia.ba)

‘Eu vim do povo estou com o povo’, afirma Tiririca ao votar contra Temer

Eleito com mais de 1 milhão de votos em 2014, o deputado federal Tiririca (PR-SP) votou a favor do prosseguimento da denúncia contra o presidente Michel Temer.

“Eu vim do povo estou com o povo, e contra a corrupção. Meu voto é não”, declarou o parlamentar durante a votação do parecer de Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG).

O voto de Tiririca foi o centésimo favorável à continuidade da denúncia. No entanto, o apoio a Temer tem larga vantagem no placar e está perto de alcançar o número de votos necessário para arquivar as acusações, que é de 172. (Bahia Notícias)

Deputado alerta para perda de direitos dos professores caso não haja eleições diretas para presidente

O presidente do Podemos na Bahia, deputado federal Bacelar, disse nesta terça (1°) que os professores precisam estar atentos ao ritmo da votação da reforma da Previdência, caso haja a saída de Temer do governo.

“O momento não permite que sejamos inocentes. Por isso, estamos em alerta, porque se Rodrigo Maia assumir o comando do país pode haver um reaquecimento da votação, ainda com mais força na retirada de direitos dos trabalhadores”, declarou.

Na opinião do parlamentar, o país precisa de eleições diretas para sair da crise. “Para garantir uma política de atração de investimentos, que gere emprego e renda, somente com um novo presidente eleito pelo voto popular “.

Bacelar e mais de 12 mil cidadãos que aderiram ao Movimento pela Aposentadoria dos Professores continuam mobilizados. O movimento conquista voluntários nas ruas, atua nas redes sociais e cadastra apoiadores no site nossoprofessormerece.com.br. (ASCOM)

DEM acredita que poderá eleger cerca de 60 deputados em 2018

O DEM tem a esperança de eleger entre 50 e 60 deputados federais em 2018 graças, em boa parte, à fama alcançada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, nos últimos meses, de acordo com a revista Época.

Atualmente, a legenda conta com 29 deputados. Outro fator que pode ajudar a legenda a alcançar a meta é fusão com PSB, que ainda está em negociação. (Bahia.ba)

De olho na Presidência, Bolsonaro migra para o PEN

Pré-candidato à Presidência da República, o deputado federal Jair Bolsonaro mudou de legenda. Segundo a Folha, ele deve concorrer ao posto no PEN, o Partido Ecológico Nacional.

De acordo com Adilson Barroso, presidente nacional da sigla, o acerto depende apenas da assinatura final, que só poderá ser feita durante a janela partidária — ou seja, o período de 30 dias em que os parlamentares podem trocar de legenda sem perder o mandato.

“Está 99,9% fechado, estamos só esperando a assinatura do ‘casamento partidário’, por isso o 0,1%”, afirmou Barroso. A janela partidária deve ocorrer em março de 2018, mas pode ser antecipada pela reforma política. (Bahia.ba)

Azi diz que veto não foi só para a Bahia: ‘Isso é incompetência do governo que Otto apoia’

Após o senador baiano Otto Alencar (PSD) falar nesta quarta-feira (2), que o presidente Michel Temer (PMDB) acabou evidenciando a “retaliação” ao governo da Bahia ao dizer que precisava, antes de liberar qualquer empréstimo para o estado, comunicar ao DEM, o deputado Federal Paulo Azi (DEM) negou o trâmite e classificou a situação como “factóide”.

“Eu não sou nenhuma criança, nem irresponsável pra chamar Otto de mentiroso, até pela consideração que tenho a ele. Eu cheguei em Brasília e busquei me informar, essa solicitação de empréstimo não foi feito só pela Bahia, foi feito por quase estados da federação, e nenhum deles teve empréstimo concedido. Acho que ele tá querendo fazer um movimento político, criando factóide. Isso é incompetência do governo que ele [Otto] apoia. Não vejo nele nenhuma autoridade pra tratar esse assunto, afinal, foi a presidente do partido dele que promoveu a maior perseguição. Se Temer que uma palavra do nosso partido, vai ter a palavra do nosso partido, não recebemos nenhum tipo de solicitação em relação a isso. Não vamos ficar na agenda de Otto, não é só a Bahia que enfrenta o problema. Temer está retaliado o Brasil inteiro”, disse Azi.

O deputado complementou afirmando que a “barganha política” não fica bem para Otto. “No momento que nos procurar, pedir nossa ajuda, estaremos a disposição. Já falei isso e reitero. Otto fica querendo criar esse tipo de movimento e colocando isso como se fosse decidir o voto deles [na votação da Câmara]. Virou barganha politica, não fica bem para a figura do senador Otto Alencar”. (Metro1 e Rádio Metrópole)

PT fecha questão e votará a favor de denúncia da PGR contra Temer

Apesar de dissidências na Bahia, a executiva nacional do PT orientou que todos os parlamentares votem contra o presidente Michel Temer na apreciação da denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

De acordo com a direção petista, “o povo brasileiro quer uma solução democrática através de eleições diretas para presidente, antecipando-se o pleito de 2018”.

Nesta terça-feira (1º), o PMDB fez o movimento inverso. Defendeu o voto em favor a Temer – ou seja, com o pedido de arquivamento da denúncia. (Bahia.ba)

Caiado propõe alerta do Detran para motorista prestes a ter CNH suspensa

O senador Ronaldo Caiado (DEM) propôs que o Detran seja obrigado a emitir um alerta a motoristas que completem 16 pontos na carteira de habilitação, quatro a menos que os 20 necessários para ter o documento suspenso.

“Esse alerta servirá para lembrar aos condutores que estão na iminência de serem punidos com a suspensão do direito de dirigir, e que, portanto, devem redobrar seus esforços para evitar novas multas”, disse o líder do DEM no Senado na justificativa do projeto, em análise na Comissão de Constituição e Justiça.

Caso a matéria seja aprovada na CCJ e não haja recurso para o plenário, segue para votação na Câmara dos Deputados, por se tratar de um projeto terminativo. (Bahia.ba)

PT poderá pagar voos em jatinhos privados para Lula viajar pelo país

A incorporação de Lula ao diretório nacional do PT, como presidente de honra, resolveu problemas financeiros práticos em que envolve o ex-presidente.

O partido pode agora, por exemplo, pagar o aluguel de aeronaves para que ele viaje pelo país, de acordo com a coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

Antes, sempre que pagava por uma viagem, o PT tinha que dar várias explicações na hora de prestar contas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), já que Lula era, juridicamente, um militante comum. O diretório recebe cerca de R$ 30 milhões por ano do fundo partidário. (Bahia.ba)

Alckmin rebate Lula: ‘O riquinho não sou eu’

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) rebateu a declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), nesta quinta-feira (21). Na ocasião, petista afirmou que o tucano “parece que mamou até os 14 anos e empinou pipa em frente ao ventilador”.

“Meu pai era funcionário público, veterinário. Não tinha nem casa. Morava na fazenda onde trabalhava. Para fazer medicina eu dava aula toda. (Lula tem) R$9 milhões depositado para aposentadoria. O riquinho não sou eu”, disse Alckmin, segundo o Estadão.

A citação ao governador foi feita por Lula quando ele comparou as disputas para a Presidência contra José Serra (PSDB) em 2002 que, segundo o petista, “foi civilizada”, e contra o próprio chefe do Executivo paulista em 2006, “que ficava bravo”. (Bahia.ba)

Saída de Geddel desandou articulação de Temer, avaliam peemedebistas

A saída do peemedebista Geddel Vieira Lima da Secretaria de Governo deixou lacunas na articulação política do presidente Michel Temer (PMDB), segundo correligionários do baiano.

O panorama ficou ainda pior com a entrada de Antonio Imbassahy no posto de ministro. Para eles, o distanciamento que o tucano impõe à dupla Moreira-Padilha fez com que o próprio PMDB entrasse em rota de colisão.

Um caso que ilustra a tese é o de Furnas. Rodrigo Pacheco, presidente da CCJ, não emplacou um aliado no órgão porque Imbassahy manteve o nome defendido pelo senador Aécio Neves. Como consequência, o deputado bancou a escolha do relator da denúncia, que ditou o rito processual no colegiado. (Veja e Bahia.ba)

STF julga em setembro denúncia da PGR e três políticos baianos podem virar réus

O Supremo Tribunal Federal (STF) deverá analisar em setembro a denúncia apresentada em março do ano passado contra sete políticos do Partido Progressista (PP), três deles são baianos.

São eles, os deputados federais Roberto Britto (PP-BA) e Mário Negromonte Júnior (PP-BA), e o conselheiro Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, Mário Negromonte (PP-BA). Mais quatro são alvos das denúncias, os deputados Luiz Fernando Ramos Faria (PP-MG), José Otávio Germano (PP-RS), Arthur Lira (PP-AL) e João Pizzolatti (PP-SC).

Os sete políticos do PP são acusados de corrupção passiva e ocultação de bens pelo suposto recebimento de propina em contratos de empreiteiras com a Diretoria de Abastecimento da Petrobras. (mais…)

Voltar à página inicial