Lúcio Funaro coloca Eike Batista como sua testemunha de defesa

O doleiro Lúcio Funaro, operador de propina do ex-deputado federal Eduardo Cunha, arrolou o empresário Eike Batista como testemunha de defesa na investigação sobre operações financeiras do fundo de investimentos do FGTS. Segundo a Polícia, essas transações teriam gerado de R$ 20 milhões em propina.

De acordo com informações de Veja Online, a audiência está marcada para a próxima sexta-feira (30), quando Eike falará por videoconferência para Brasília.

O dinheiro teria sido usado, sobretudo, nas campanhas de Michel Temer à Vice-Presidência da República, em 2014, e na de Gabriel Chalita à prefeitura de São Paulo, em 2012. (Bocão News)

‘Não tenho a menor vocação para marionete’, diz Renan ao deixar liderança do PMDB

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) realizou um discurso na tarde desta quarta-feira (28) para se despedir da liderança do partido no Senado. O parlamentar disse que sua saída se deve aos projetos encaminhados pelo governo federal ao Congresso e disse que não tem “vocação para marionete”. As críticas de Renan foram voltadas especialmente para a reforma trabalhista.

“Não estou disposto a liderar o PMDB atuando contra os trabalhadores e estados mais pobres da Federação”, declarou. “Não vou ceder a um governo que trata o partido como um departamento do poder Executivo (…). Não tenho a menor vocação para marionete. O governo não tem credibilidade para concluir essas reformas exageradas e desproporcionais”.

Desde o início do ano, Renan vem se posicionando contra o presidente Michel Temer e as reformas apresentadas pelo Planalto. “Não detesto Michel Temer. Não é verdade o que dizem. O que eu não tolero é sua postura covarde diante do desmonte da consolidação do trabalho”, criticou Renan. (Bahia Noticias)

Lula lidera e 2º lugar e tem empate entre Bolsonaro e Marina

O ex-presidente Lula (PT) mantém a liderança em nova pesquisa de intenção de votos para a Presidência da República em 2018 divulgada pelo Datafolha e publicada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (26). Conforme o levantamento, o petista aparece em primeiro lugar, com 29% a 30%, dentro da margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos

Marina Silva (Rede) e Jair Bolsonaro (PSC) estão empatados tecnicamente no segundo lugar, com 15% e 16%, respectivamente. No entanto, a tendência de crescimento de Bolsonaro é grande. O deputado federal passou de 8%, em dezembro do ano passado, para 14% em abril, e agora registra 16%, sempre no cenário em que o candidato do PSDB é Geraldo Alckmin, governador de São Paulo.

O tucano, por sua vez, oscilou positivamente em simulações de primeiro e segundo turnos, mas a sua rejeição cresceu para 34%, atrás apenas da de Lula. O ex-ministro do Superior Tribunal Federal  (STF) Joaquim Barbosa (sem partido) aparece com 11%, em quarto. (mais…)

Deputados que analisarão denúncia contra Temer são citados em delações

Antes de ter prosseguimento no Supremo Tribunal Federal (STF), a possível denúncia contra o presidente Michel Temer, por corrupção passiva, passará pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que dará o aval, ou não, para que o processo seja votado no plenário da Câmara dos Deputados.
O colegiado tem 66 integrantes, sendo que 14 deles foram citados nas delações da Odebrecht e da JBS como envolvidos em esquemas de corrupção, durante as investigações da operação Lava Jato.

Destes, segundo informações da Folha de S. Paulo, dois tiveram seus casos arquivados: Esperidião Amin (PP-SC) e Paulo Maluf (PP-SP). Um dos nomes cotados para assumir a relatoria da CCJ, o deputado Alceu Moreira (PMDB-RS) é suspeito receber R$ 200 mil em espécie na disputa eleitoral de 2014, de acordo com o diretor da JBS Ricardo Saud. Para piorar, parte da campanha dele, no mesmo ano, foi financiada pelo próprio Temer. Ele nega ter recebido dinheiro da empresa dos irmãos Batista e diz “não se tratar de propina” o valor que recebeu do presidente.

Além dele, Lelo Coimbra (PMDB-ES) e Jones Martins (PMDB-RS) também receberam dinheiro de Temer, R$ 100 mil cada, e Darcísio Perondi (PMDB-RS), que embolsou R$ 50 mil. Entre os investigados estão os deputados Daniel Vilela (PMDB-GO), José Carlos Aleluia (DEM-BA), Marco Maia (PT-RS), Maria do Rosário (PT-RS), Jutahy Júnior (PSDB-BA) e Betinho Gomes (PSDB-PE). Todos negam irregularidades. Os demais deputados foram citados, mas não são investigados ou ainda aguardam manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR). (Noticias ao Minuto)

Presidente da Eletrobras diz que 40% dos gerentes são ‘vagabundos’ e ‘safados’

O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior, se referiu a gerentes da estatal como “vagabundos” e “safados” durante a apresentação de um plano de reestruturação da companhia que vai resultar no corte de quase metade de seu quadro de funcionários. Segundo informações do G1, a declaração gerou mal-estar entre sindicatos de trabalhadores, que decretaram uma greve de 24 horas nesta quinta-feira (22).

“São 40% da Eletrobras. 40% de cara que é inútil, não serve para nada, ganhando uma gratificação, um telefone, uma vaga de garagem, uma secretária. Vocês me perdoem. A sociedade não pode pagar por vagabundo, em particular, no serviço público”, disse Ferreira. Em nota, a Eletrobras afirmou que o presidente pediu desculpas aos colaboradores da empresa por meio de um vídeo divulgado internamente. A estatal também argumentou que o áudio foi tirado de contexto.

O texto alega que a declaração aconteceu em um momento em que os sindicatos ameaçaram entrar na justiça contra as privatizações e se mostraram contrários ao plano de desligamento voluntário. “O presidente elencou diversas situações inaceitáveis dentro de uma empresa do porte da Eletrobras, como falta de comprometimento de alguns gerentes, descaso com as metas da companhia e, até mesmo, fraudes envolvendo o sistema de catracas, que registram o ponto. Por isso, com o intuito de alertar aos sindicatos para que eles também se manifestem contra esse tipo de comportamento indevido, o presidente usou de maior veemência”, relata a nota. (Bahia Noticias)

Policia Federal conclui que não houve edição em gravação da JBS com Temer

A perícia realizada pela Polícia Federal concluiu que não houve edição nas gravações feitas entre Joesley Batista e Michel Temer (PMDB). Segundo divulgado nesta sexta-feira (23), pelos peritos, há cerca de 200 interrupções no áudio em que o empresário aparece falando com o presidente.

As descontinuidades, porém, seriam consequências de características técnicas do gravador utilizado por um dos donos da JBS. A Procuradoria Geral da República pediu que o laudo fosse enviado ao Ministério Público Federal. (Bahia.Ba)

Alckmin insinua que próximo presidente terá mais legitimidade que Temer

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), insinuou, em entrevista à rádio paulista Super Rádio, nesta sexta-feira (23), que o próximo candidato eleito à presidência do Brasil terá mais legitimidade que Michel Temer (PMDB).

“O presidente Temer enfrenta uma grande dificuldade, que é não ter passado pelas urnas, não ter tido voto. Então ano que vem quem for eleito vai ter muita legitimidade e o país tem tudo para voltar a crescer”, disse o tucano, ao reafirmar sua intenção em ser candidato ao pleito de 2018. (Bahia.ba)

Câmara aprova fim de multa para quem esquecer carteira de habilitação

A Comissão de Constituição e Justiça e da Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que impede a aplicação de multa e a retenção do veículo se o motorista não estiver com a carteira de habitação (CNH) ou documento de licenciamento anual do veículo. Se não houver recurso pedindo análise no Plenário, a proposta segue para o Senado.

Mas a nova regra só será válida, se aprovada, se o agente de trânsito tiver como consultar as informações do motorista e do veículo por meio de um banco de dados oficial no momento da abordagem. Pela regra atual, quem dirigir sem portar o licenciamento e a carteira de motorista poderá ser multado e ter seu veículo retido até a apresentação dos documentos. A infração é considerada leve e seu valor da multa é de R$ 88,38.

Documento de identificação será necessário

De autoria da ex-deputada Sandra Rosado e da deputada Keiko Ota (PSB-SP), o projeto de lei 8022/14 aprovado na quarta-feira (21) altera o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97). Também foi aprovada emenda da Comissão de Viação e Transportes para exigir a apresentação, pelo condutor, de algum documento de identificação oficial, como o RG, a fim de ser beneficiado pela medida. (mais…)

Festas juninas provocam queda das atividades na Câmara em Brasília

As atividades da Câmara, em Brasília, foram reduzidas por conta das festas juninas. De acordo com a Agência Brasil, muitos parlamentares deixaram a capital mais cedo para viajar às suas bases eleitorais. Os dias de terça e quarta-feira normalmente são os mais movimentados na casa legislativa, mas tiveram menor movimento nesta semana. Dos 513 deputados, somente 17 registraram presença na Câmara até o início da tarde desta quinta (22), e apenas duas comissões realizaram audiências. Nesta semana, o plenário abriu sessão de votação apenas na última terça-feira (20). (Bahia Noticias)

Articulação de petistas e PSOL irrita ex-presidente Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manifestou a seus aliados irritação com a participação de dirigentes petistas em uma reunião com integrantes do PSOL e de movimentos de esquerda para discussão de um programa de governo para o país.

Conforme a apuração da Folha de S. Paulo, o ex-mandatário soube da reunião, que aconteceu no domingo (18), pela imprensa. Lula teria ficado contrariado principalmente com o líder do PT no Senado, Lindbergh Farias, que na segunda-feira (19) esteve com ele e não fez qualquer menção ao encontro da véspera.

Realizada a convite do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), de Guilherme Boulos, e da Frente Povo Sem Medo, a reunião contou com a participação do ex-ministro da Justiça Tarso Genro e de Vicente Trevas, assessor do Planalto no governo Lula. O deputado estadual Marcelo Freixo (RJ) era o representante do PSOL à mesa.  (mais…)

Justiça francesa condena Paulo Maluf a 3 anos de prisão

O deputado Paulo Maluf (PP-SP) foi condenado a três anos de prisão por lavagem de dinheiro pela Corte de Apelações de Paris nesta terça-feira (20). Além da pena de detenção, a Justiça determinou o pagamento de 200 mil euros em multa e o confisco de 1,84 milhão de euros.  O montante está em contas na França e, para os magistrados, o valor é fruto de desvio público e corrupção no Brasil.

A decisão desta terça confirma a condenação em primeira instância, anunciada em 2015, pela Justiça. A esposa do deputado, Silvia Maluf, também foi condenada a três anos de prisão – além do pagamento de multa no valor de 100 mil euros – e Flávio Maluf, filho do político, foi condenado a três anos de detenção e pagamento de 200 mil euros de multa.

De acordo com a condenação, os crimes ocorreram entre os anos de 1996 e 2003. Os três sempre negaram as acusações e a defesa da família promete recorrer ao Supremo contra as decisões da Justiça. (ANSA)

PSC estuda indicar Irmão Lázaro para disputar ao Senado em 2018

A executiva estadual do PSC estuda indicar o nome do deputado federal Irmão Lázaro para a disputa ao Senado em 2018 pela Bahia.

Seu nome foi votado por unanimidade em reunião da legenda, que também vê Eliel Santana como alternativa para o pleito. Apesar do arranjo interno, a ofensiva dos cristãos ainda é vista com poucas chances de ir adiante, dada sua musculatura diante das demais composições para a majoritária.

“Recebo com alegria a indicação do partido. O PSC está crescendo muito na Bahia, e merece um representante no senado para defender os valores cristãos. Se for da vontade de Deus, do diretório nacional do partido e, sobretudo, do povo que me elegeu com expressiva votação nas últimas eleições, irei considerar”, pontuou o deputado. (Bocão News)

Donald Trump anuncia cancelamento do acordo com Cuba

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou, nesta sexta-feira (16), que vai cancelar o acordo entre os Estados Unidos e Cuba assinado por Barack Obama, em 2015. A declaração foi feita em um comício realizado em Little Havana, na cidade de Miami.

O republicano garantiu que reforçará o embargo contra a ilha e que seu governo adotará novas restrições a viagens de americanos para o país e a proibição para empresas norte-americanas de fazer negócios com empresas cubanas controladas pelas Forças Armadas do país latino-americano. (Bahia.Ba)

Ministro interino da Cultura pede demissão: ‘me recuso a participar disso’

O ministro interino da Cultura, João Batista de Andrade, pediu hoje (17), demissão do cargo. Em carta enviada ao presidente Michel Temer, Andrade afirma não ter interesse em ser efetivado no comando da pasta. “Comunico, respeitosamente, meu desinteresse em ser efetivado como ministro da Cultura”, diz trecho da carta divulgada nas redes sociais do Ministério da Cultura.

“Assim sendo, confirmo minha disposição para contribuir da forma mais proativa possível com a transição de gestão no Ministério da Cultura, até a nomeação dos próximos ministros da Cultura e seu secretário executivo”, acrescenta o texto. Então secretário executivo da Cultura, Andrade assumiu interinamente o cargo de ministro em maio, após o deputado Roberto Freire (PPS-PE) anunciar a saída da pasta.

À época, Freire atribuiu a decisão ao fato de Michel Temer não ter renunciado à Presidência, como foi sugerido pelo PPS, após vir a público o conteúdo da delação premiada do empresário Joesley Batista, dono da JBS. Procurado, o Palácio do Planalto ainda não se manifestou sobre o pedido de demissão. (Agencia Brasil)

SAJ: Vereador Chico de Dega cobra ações de segurança para as festas juninas

Os festejos juninos devem movimentar milhares de pessoas em Santo Antônio de Jesus, que é um dos principais destinos da Bahia durante o São João, atraindo milhares de pessoas de todo o Brasil. Com os crescentes índices de violência, o vereador Chico de Dega cobrou do governo do estado um plano de segurança adequado para a festa.

O vereador lembrou que o São João atrai turistas, gera movimentação econômica e, por isso, é uma grande vitrine para o município. “O São João tem grande importância para a cidade. Por isso, não podemos permitir que a crescente criminalidade prejudique a festa e coloque em risco a integridade das pessoas. É preciso que o governo do estado tome medidas enérgicas”, enfatiza.

Uma das propostas de Chico é o aumento do policiamento ostensivo com o intuito de inibir os casos corriqueiros de violência. Ele destaca que a violência tem preocupado a população. “A situação é muito grave e exige um olhar mais cuidadoso do governo do estado, o que não vem acontecendo. As pessoas estão preocupadas com esta crescente onda de violência e esperam por ações do poder público”, destacou.  (mais…)

Depoimento de Emílio Odebrecht a Moro encerra com apenas 6 minutos

O dono da construtora baiana Odebrecht, Emílio Odebrecht, voltou a prestar depoimento ao juiz federal Sergio Moro, nesta segunda-feira (12). O empreiteiro foi ouvido a pedido da defesa do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com o G1, o depoimento de Emílio, que ocorreu por videoconferência com São Paulo, durou cerca de seis minutos. Ele é testemunha de acusação. O processo criminal contra o petista apura a compra de um terreno para a construção da nova sede do Instituto Lula e um imóvel vizinho ao apartamento do ex-presidente, em São Bernardo do Campo. (Bahia.Ba)

Voltar à página inicial