O São João de Santo Antônio de Jesus chegou ao fim neste domingo (25) com um balanço positivo com relação aos serviços prestados por equipes de profissionais de diferentes setores instaladas no circuito da festa.  É o que afirma Dr. Joan Souza, inspetor da Vigilância Sanitária e um dos coordenadores do posto médico montado no espaço do evento.

Para o inspetor, o que se destaca a cada ano é o crescente número de meninas adolescentes fazendo uso de bebidas alcoólicas. “Nossa preocupação é a redução de idade das pessoas que chegam à unidade de saúde em visível estado de embriaguez. A grande maioria dos atendimentos prestados é relativos ao excessivo consumo de bebida alcóolica por adolescentes, jovens e mulheres”, disse.

Para atender à demanda de atendimentos, a unidade de saúde foi composta por médicos, enfermeiros e técnicos. Além disso, houve a parceria da vigilância sanitária com equipes que distribuíram camisinhas, além do trabalho prévio de fiscalização e capacitação dos barraqueiros quanto à manipulação e condicionamento dos alimentos comercializados na festa. “Nós visitamos todas as barracas dentro do circuito e fora também”, garantiu o inspetor.

Com a fiscalização da Vigilância Sanitária fora do circuito, foi possível ainda fazer a apreensão de mercadoria de um grupo de ambulantes que estava comercializando churrasquinho fora dos padrões de qualidade. “Nós recebemos a denúncia de que a carne não estava em bom estado de conservação, viemos apurar e acabamos apreendendo todo o produto, toda a carne estava fora dos padrões de qualidade, já estava com odor desagradável, toda a carne foi apreendida e destinada ao aterro sanitário”, concluiu o inspetor. (Viviane Silva/Tribuna do Recôncavo)