A igreja evangélica Tabernáculo Adoração e Graça (TAG), localizada na Rua Viriato Lobo em Santo Antônio de Jesus, que é pastoreada pelo bispo Jhon Maciel, contou com a presença do cantor e compositor Alessandro Villas Boas em uma festividade realizada nas noites de domingo e segunda, 22 e 23 de abril. Em entrevista ao Tribuna do Recôncavo, Alessandro, que tem dez anos que se converteu ao cristianismo e deu início ao seu ministério pastoral, falou sobre a dificuldade que teve para ser aceito pelos evangélicos.

“Na verdade, cara, eu comecei a compor minhas músicas porque eu não queria cantar as músicas de outras pessoas, e elas também não tinham aquilo que eu queria poder falar pra Jesus, então minhas músicas são resultados da minha intimidade com Deus dentro do meu quarto. Mas como o novo sempre é atacado, eu fui expulso da igreja que eu congregava, fizeram uma reunião e alegaram que eu era satanista, que prestava cultos pra satanás. Não aceitavam minha luta constante contra a religiosidade e do ensinamento da simplicidade do evangelho”, relatou.

Alessandro ainda comentou sobre o preconceito quando se trata de pessoas tatuadas dentro das igrejas. “Essas tatuagens que eu carrego em meu corpo não limitam minha intimidade com Deus, porém limita a aceitação das pessoas, isso é algo pessoal, se você se sente bem, pode usar, caso contrario não use”. O mesmo ainda falou sobre sua opinião a luz bíblica. “Eu não conheço nenhum ministro no Brasil que esteja fazendo algo da nova geração, que seja contra a tatuagem, porque a bíblia realmente não é contra, quando ela fala sobre não riscar o corpo, no mesmo texto proíbe cortar a barba e o cabelo, isso se trata de uma má interpretação e de uma má aceitação das pessoas”, explicou.

O estudante Grabriel Magno, de 22 anos, classificou o evento como um avivamento verdadeiro não só de pulos ou gritaria, mas que vem com uma mudança de caráter e personalidade. “O Alê Villas boas é um dos caras que está inspirando essa geração novamente a buscar e amar a face de Jesus,  e cultuar ao Senhor”, disse. Já o bispo Jhon, relatou que o evento cumpriu com suas expectativas. “O Alê é um cara diferente, ele tem uma intimidade com Deus inspiradora, e mesmo sendo tão novo tem um lindo testemunho”, finalizou.

Alessandro lançou seu primeiro CD em 2017 e pretende lançar outro nesse ano de 2018, todas as musicas contidas no CD são de sua própria autoria. Seus maiores sucessos são: ‘Deixa Queimar’, ‘Ser mudado’, ‘Uma Coisa’, ‘Jesus Carpinteiro’, e ‘Quero Conhecer Jesus’, que foi gravado pela banda Salt.

Redação: Uanderson Alves | Fonte: Tribuna do Recôncavo