O show de lançamento do CD do Samba de Roda Esmola Cantada da Ladeira da Cadeia acontece neste sábado (26), às 20h, na Fundação Hansen Bahia, em Cachoeira. O CD foi gravado ao vivo, no município de Cachoeira, em 2017, com a participação de Mateus Aleluia, produção musical de Claricio Marques e Cassio Nobre, produção executiva de Alan Lobo, mixagem e masterização de Braulio Passos, e contou com apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia, através do Edital Setorial de Culturas Populares 2016, apoio financeiro do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Em 1957, moradores e moradoras de um bairro de Cachoeira, a Ladeira da Cadeia, encontraram uma cruz de madeira abandonada, dando início a uma história de devoção ao símbolo religioso. Logo lhe deram o nome de Santa Cruz, celebrada todo mês de setembro desde então. A Esmola Cantada nasce com o objetivo de pedir donativos para a realização desta festa. Quem doava ganhava um samba de roda. Assim surge o Samba de Roda Esmola Cantada da Ladeira da Cadeia, hoje um dos grupos mais representativos do Samba de Roda do Recôncavo Baiano, manifestação cultural declarada Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

Em 2017, esta história completou 60 anos, e neste ano de 2018 será marcada pelo lançamento de um CD contendo sambas de roda autorais e tradicionais da Bahia, além da ladainha religiosa, com a qual o grupo começa todas as suas apresentações e que o caracteriza. O show de lançamento acontece no dia 26 de maio, às 20h, na Fundação Hansen Bahia, em Cachoeira, com entrada franca, e participação da Filarmônica Minerva Cachoeirana. Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda.

O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br

Ascom/ SecultBA