Um relatório do Banco Mundial, o World Development Report, estima que o Brasil vá demorar 260 anos para atingir o nível educacional de países desenvolvidos em Leitura e 75 anos em Matemática. Apesar de ter progredido, a demora para atingir os níveis adequados de educação se deve à lentidão com que os avanços são feitos. O cálculo para a concepção dos dados foi feito com base no desempenho dos estudantes brasileiros em todas as edições do Pisa, a avaliação internacional aplicada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento (OCDE).

No último exame, o Brasil não aumentou sua nota em Leitura e caiu em Matemática. O Ministério da Educação não quis comentar o conteúdo do relatório. O diretor global de Educação do Banco Mundial, Jaime Savedra, afirma que a defasagem não é causada pela falta de recursos, mas pela forma como eles são utilizados. Já André Loureiro, economista brasileiro da mesma instituição, acredita que as reformas que têm sido feitas têm potencial muito grande para mudar a realidade.

Como sugestão de iniciativas para tentar reverter o caso, o diagnóstico sugere uma maior valorização do professor, a avaliação dos sistemas de ensino, a melhor gestão das escolas e o investimento em educação infantil. (Agência Brasil)