O presidenciável Jair Bolsonaro (PSC) foi recebido neste domingo (25) aos gritos de “mito”, por um grande grupo de brasileiros, na estação de trem da cidade japonesa de Hamamatsu, localizada 200 quilômetros ao sul de Tóquio, segundo a Folha. De acordo com a publicação, os japoneses que presenciaram a cena chegaram a perguntar quem era a celebridade aguardada.

A cidade foi escolhida pela comitiva de Bolsonaro, que realiza um tour pela Ásia, porque tem a maior concentração de brasileiros em terras japonesas — são 9.165 conterrâneos do pré-candidato à Presidência, conforme censo divulgado pelo Ministério da Justiça em 2016.Em palestra feita em um restaurante, o pré-candidato prometeu combater a corrupção e falou sobre as reformas tributária e trabalhista e criticou a presença chinesa no Brasil.

“A China está comprando terras agricultáveis do Brasil e isso é preocupante porque a nossa segurança alimentar brevemente estará nas mãos dos estrangeiros. Não quero brigar com país nenhum nem impedir o comércio, mas não podemos vender o Brasil”, declarou. Ao falar sobre violência doméstica, defendeu armar as mulheres. “A mulher vai querer aquela palhaçada da Lei do Feminicídio? Tem que ter uma pistola em casa. O vagabundo quando quer fazer uma maldade para uma mulher já sabe que ele está errado, mas se a mulher tiver uma arma em casa ele não vai fazer besteira”, disse. (Bahia.Ba)