Em 1975, aos 15 anos de idade, o escritor Sergipano Ylvange Tavares fez parte da primeira turma do Colegio Estadual 24 de Outubro, em Aracaju. E hoje, 42 anos depois, volta àquele estabelecimento de ensino para dá nome a Biblioteca Yolanda Farias Souza Tavares, sua mãe, a qual morreu em 1988, e recebe essa homenagem quase 30 anos depois de sua morte.

Em contato com o site Tribuna do Recôncavo, Ylvange Tavares contou que a Biblioteca Yolanda Tavares terá uma estante só de escritores Sergipanos. “Quem quiser sua obra perpetuada na Biblioteca, estaremos recolhendo dia 11 de Novembro em Nossa Senhora da Glória”, disse. (Tribuna do Recôncavo)