Foram retomadas nesta segunda-feira (07), as audiências da ação sobre o sítio de Atibaia (SP), na qual o ex-presidente Lula (PT) é acusado de receber propina da Odebrecht e OAS por meio da aquisição e de reformas no local.

Testemunhas de defesa serão ouvidas por meio de videoconferência, em São Paulo, e presencialmente em Curitiba.

Denunciado em maio do ano passado, Lula se tornou réu no processo em agosto do mesmo ano. Ele responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. (G1/ Bahia.Ba)