Os ataques terroristas em duas igrejas do Egito neste domingo (9), foram condenados pelo Papa Francisco. O pontífice disse estar rezando pelos mortos e feridos e expressou “profundas condolências”.

As explosões nas cidades de Tanta e Alexandria deixaram, juntas, mais de 30 mortos e dezenas de feridos. O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou a autoria dos atentados.

Durante a celebração do Domingo de Ramos, Francisco pediu que Deus “converta os corações dos que espalham terror, violência e morte e também os corações daqueles que produzem e traficam armas”.

Ele ainda lembrou do sofrimento de pessoas com o trabalho escravo, tragédias familiares e doenças. “Eles sofrem com guerras e terrorismo, de interesses armados e prontos para atacar”. (Metro1)