Um estudo realizado no Instituto de Perinatologia da Bahia (Iperba), por pesquisadores do PET-Saúde/Redes da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, mostra o nível de conhecimento das adolescentes acerca de métodos contraceptivos.

Foram entrevistadas adolescentes grávidas entre 15 e 17 anos, que realizaram pré-natal da instituição, sendo questionadas sobre o conhecimento de anticoncepcional; uso de anticoncepcional antes da gestação e intenções contraceptivas para serem usadas após a gravidez.

Mais de 80% das entrevistadas disseram que sua gravidez não foi planejada devido à irregularidade ou a falta de uso de anticoncepcionais. (Bahia Noticias)