O jovem Filipe Pedreira, de 19 anos, residente em Salinas da Margarida e suspeito de torturar, espancar e cortar os cabelos da ex-mulher, Clara Emanuele Santos Vieira, de 20 anos, residente em Muniz Ferreira, ainda não foi localizado pela polícia, após quase 50 dias de ter a prisão preventiva decretada pela Justiça.

Nesta quarta-feira (4), a Polícia Civil informou que diligências continuam sendo realizadas com a finalidade de localizar o jovem, considerado foragido. Filipe é procurado desde o dia 18 de maio, quando foi acatado o pedido de prisão, solicitado pelo Núcleo de Proteção à Mulher (NPM) da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Santo Antônio de Jesus, onde o crime ocorreu.

No dia 24 do mesmo mês, policiais cumpriram mandado de busca e apreensão em imóveis da família do jovem, em lugares indicados por denúncias anônimas nas cidades de Salinas da Margarida, Arauá e Jaguaripe, mas ele não foi encontrado. Qualquer informação sobre o paradeiro de Filipe acione a PM pelo 190 ou a 4ª Coorpin pelo (75) 3631-1666.

Ouça a entrevista com a vítima, Clara Emanuele:

A família de Clara já desconfiava das agressões, ouça o que disse a cunhada da vítima, Jamine Queiroz: 

Texto G1 | Áudios: Tribuna do Recôncavo