O resultado pericial feito pela 5ª Coordenadoria de Polícia Técnica de Valença, no Sul da Bahia, revelou que a suposta tentativa de homicídio sofrida pelo prefeito Balbino Mota (PV), na época candidato à reeleição, não passou de uma armação.

Após análises feitas pelo Perito Criminal, foi concluído que, a porta dianteira esquerda do veículo estava aberta no momento dos disparos, enquanto que a esquerda traseira encontrava-se fechada. A pericia concluiu também que tanto o motorista, quanto o carona que usavam o banco traseiro esquerdo não estavam dentro do carro na hora dos tiros disparados, além do que, o veículo estava parado no momento da ação, concluindo assim, segundo o próprio perito, que o conjeturado atirador sabia que não havia os ocupantes que supostamente seriam os alvos do atentando.

No dia do hipotético atentado o prefeito relatou que estava em um carro vermelho com ao menos outras três pessoas, na localidade de Ouro Preto. Um carro branco teria chegado ao local com cerca de três pessoas e atirado contra o veículo. O motorista do prefeito teria perdido o controle do carro e avançado em um barranco. Por conta disso, Balbino teria se ferido no peito com o impacto dentro do carro, chegou a ser socorrido por uma equipe do SAMU e levado para o hospital municipal de PTN e depois transferido para o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus. (As informações são do site Diário Paralelo)